Atalhos de navegação:

    Cultura     Escola de Frevo realiza último processo seletivo para novos bailarinos Diário Oficial Agenda do Prefeito Fale conosco

 

RSS lista de noticias do grupo O que é isso?

Cultura

ESCOLA DE FREVO REALIZA ÚLTIMO PROCESSO SELETIVO PARA NOVOS BAILARINOS

O clima entre os alunos da Escola Municipal de Frevo Maestro Fernando Borges é de bastante ansiedade. Acontece, nesta sexta-feira (09), das 14h às 18h, a última etapa do processo seletivo para novos bailarinos e instrutores da companhia. “Abrimos as vagas, pois sete alunos foram convidados para turnê na Europa. A viagem é resultado do convênio entre o governo federal e municipal”, disse a coordenadora pedagógica da escola, Ana Paula Diniz.

Vinte e três alunos se inscreveram para o processo seletivo, sendo 12 meninas e 11 meninos, mas apenas três meninos e quatro meninas serão selecionados. Para participar do processo os candidatos tiveram que preencher os seguintes requisitos: ter entre 15 e 25 anos, ser aluno da escola, está cursando ou ter concluído o ensino médio e ter experiência em dança, principalmente frevo.

O processo seletivo foi formado por três etapas: uma entrevista com a psicóloga, prova teórica sobre frevo e prova prática com cinco julgadores. “A comissão julgadora observará a postura dos bailarinos, elaboração da coreografia, presença cênica e improvisação. Os selecionados já irão participar dos espetáculos da escola”, afirmou Ana Paula.

Escola - A Escola de Frevo foi implantada em 06 de março de 1996, com o objetivo de contribuir para a preservação da cultura pernambucana. Em 1999, passou a se chamar Escola Municipal de Frevo Maestro Fernando Borges. Em 20 de fevereiro de 2003 é reinaugurada depois de passar por uma reforma e hoje é responsável pela divulgação e o fortalecimento de uma das nossas maiores expressões culturais: a dança do frevo. Interagindo com a sociedade por meio de uma linguagem artística, a escola contribui com a difusão da nossa cultura, promove a inclusão social e a geração de renda. As aulas são gratuitas e diárias, funcionando durante os três turnos e atendendo a cerca de 300 alunos, dos quais, trinta, formam a Cia de Dança da Escola.
Matérias Relacionadas
- Prefeitura homenageia o sambista Cartola
- Refinaria inicia curso de produção cultural
- Multicultural abre inscrições para oficinas na RPA 2
- Sessões de cinema ocorrem apenas na Biblioteca de Afogados esta semana
- Prefeitura do Recife apóia festival Quintal Dub


Enviar    Imprimir