Atalhos de navegação:

    Direitos Humanos e Segurança Cidadã     Panfletagem marca o Dia Internacional do Combate à Homofobia Diário Oficial Agenda do Prefeito Fale conosco

 

RSS lista de noticias do grupo O que é isso?

Direitos Humanos e Segurança Cidadã

PANFLETAGEM MARCA O DIA INTERNACIONAL DO COMBATE À HOMOFOBIA

Paulo Lopes
<i>Liberte-se do preconceito!</i>
Liberte-se do preconceito!
Paulo Lopes
Material educativo foi distribuído na orla
Material educativo foi distribuído na orla
Paulo Lopes
Ação ocorreu na Praia de Boa Viagem
Ação ocorreu na Praia de Boa Viagem

“Liberte-se do preconceito!”. Tendo como mote principal essa frase estampada numa enorme faixa, a Prefeitura do Recife, por meio da Gerência da Livre Orientação Sexual (Glos), juntamente com a Ong Leões do Norte, promoveu, na manhã deste domingo (17), uma panfletagem na Praia de Boa Viagem, zona Sul da cidade, para marcar as atividades do Dia Internacional de Combate à Homofobia. Representantes de várias entidades ligadas aos direitos dos homossexuais (gays, lésbicas, bissexuais, travestis e transexuais) participaram da atividade, que contou com a presença da secretária de Direitos Humanos e Segurança Cidadã, Amparo Araújo.
 
Durante toda a manhã, banhistas, turistas e moradores do bairro de Boa Viagem receberam um material educativo, com fitinhas, preservativos, panfleto educativo explicando as várias formas de manifestação da homofobia, além de um informativo da Glos explicando as ações do Recife a partir da criação das leis municipais. Também, em sinal de protesto, estavam fincadas, na areia da praia, 29 cruzes, alusivas ao número de homicídios de homossexuais ocorridos no ano de 2008 – este ano, já foram contabilizados seis assassinatos de gays na Região Metropolitana do Recife.

“O objetivo desta ação de hoje é conscientizar a sociedade de que somos todos iguais, somos humanos. O importante é o amor que se têm uns pelos outros. Infelizmente, ainda há discriminação e violência, além de não se respeitar as diferenças. Por isso, é preciso sempre de atos e campanhas como esta, e esse é um trabalho que leva anos. Além disso, é necessário políticas públicas que afirmem o respeito às diferenças e ao ser humano, como já existe em Recife, desde a gestão anterior”, disse a secretária de Direitos Humanos e Segurança Cidadã, Amparo Araújo.

17 de maio é um marco mundial para a causa gay. Foi neste dia, no ano de 1990, que a Organização Mundial de Saúde (OMS) retirou a homossexualidade da Classificação Internacional de Doença (CID). Desde então, atividades comemorativas e de protesto marcam a data em todo o planeta. Em Recife, há cerca três anos, o movimento gay vem participando de ações afirmativas para celebrar a data. Segundo a gerente da Livre Orientação Sexual do Recife, Rivânia Rodrigues, a atividade objetiva dar visibilidade à luta contra o preconceito, a discriminação e a exclusão social do público LGBT. “Essa ação é importante para que possamos chamar a atenção quanto a essas questões. E a Prefeitura vem trabalhando e respeitando a política LGBT desde a última gestão e tem todo interesse de continuar em sintonia com esse segmento na gestão de João da Costa. Isso está no projeto do prefeito, que é construir uma sociedade mais justa e igualitária, promovendo uma inclusão ainda maior dessa parcela da sociedade”, explica Rivânia, lembrando que este ano, a Prefeitura promoverá o primeiro Fórum Temático LGBT do Recife, no dia 11 de agosto.
 
O presidente da Ong leões do Norte, parceira da Prefeitura nesta atividade, Wellington Medeiros, destacou o bom canal de diálogo existente entre a PCR e o movimento organizado para a realização de ações neste sentido. “Estamos sempre em comunicação. E existe sempre uma preocupação na forma como a Prefeitura, por intermédio da Glos, pode contribuir nessas ações, principalmente em datas tão expressivas quanto esta”, lembrou Wellington.

O advogado Alexandre César, que circulava pelo local e abordou a equipe, pedindo uma das fitinhas, apóia e acredita na eficácia de ações como essa para uma mudança significativa no pensamento da sociedade em relação ao público LGBT. “É importante que se divulguem isso. Eu observo que tem diminuído muito a homofobia, mas ainda há muito a se fazer. E é necessário que, entre outras coisas, consigamos aprovar no Congresso, além das várias reivindicações, a parceria civil. Isso já pode nos dar mostras de um grande avanço contra essa questão da homofobia também”, declarou.
 
A atividade continua, por volta das 17h, em torno da Praça do Marco Zero e Praça do Arsenal, no Bairro do Recife, onde a Glos, Leões do Norte e demais entidades continuarão a panfletagem.

Matérias Relacionadas
- PCR participa de campanha contra exploração sexual
- Identidade Cidadã nos Torrões
- PCR participa de atividades do Dia Internacional de Combate à Homofobia
- Prefeitura realiza curso de Libras para servidores
- Secretária de Direitos Humanos participa de eventos em Brasília
- PCR capacita voluntários em Direitos Humanos
- Comdica divulga relação dos mesários para eleição dos conselheiros tutelares
- PCR promove II Fórum de Assistência Social do Recife
- Panfletagem em prol das crianças e adolescentes
- Servidores de Direitos Humanos participam de seminário
- Seminário reúne servidores da Secretaria de Direitos Humanos
- Conferência aponta princípios e diretrizes para reduzir a violência no País
- Recife participa do encontro da Rede Jovem Nordeste
- Prefeitura promove I Conferência de Segurança Cidadã
- Comitê Intersetorial de Juventude realiza reunião
- Seminário referenda as políticas de Igualdade Racial no Recife
- Projeto Conexão Acadêmica ganha apoio da PCR
- PCR participa do seminário de encerramento nacional do Projeto Derechos e Direitos
- Secretária de Direitos Humanos visita projeto
- Quintas da Diversidade começa atividades no Ibura


Enviar    Imprimir