Atalhos de navegação:

    Direitos Humanos e Segurança Cidadã     PCR participa de Caminhada pelo Fim da Violência Sexual Diário Oficial Agenda do Prefeito Fale conosco

 

RSS lista de noticias do grupo O que é isso?

Direitos Humanos e Segurança Cidadã

PCR PARTICIPA DE CAMINHADA PELO FIM DA VIOLÊNCIA SEXUAL

Antônio Tenório
Caminhada percorreu as ruas do centro da Cidade
Caminhada percorreu as ruas do centro da Cidade
Antônio Tenório
Apresentação cultural marcou o evento
Apresentação cultural marcou o evento

Cerca de mil pessoas participaram, na tarde desta segunda-feira (18), da Caminhada Pelo Fim da Violência Sexual infanto-juvenil, que marcou o início das atividades do Dia Nacional de Enfrentamento ao Abuso e Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes, promovido, em Pernambuco, pela Rede de Combate ao Abuso e Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes, o Conselho Estadual dos Direitos da Criança e do Adolescente (Cedca-PE) e a Secretaria de Desenvolvimento Social e Direitos Humanos do Estado.

Concentrados no Parque 13 de Maio, os participantes seguiram até o Pátio de São Pedro, ao som da Frevioca, levando durante o trajeto muitas faixas de protesto contra o abuso e à exploração sexual. Crianças, jovens e adultos das entidades que fazem parte da Rede de Combate, unidos pelo mesmo ideal, sensibilizavam a população distribuindo panfletos, adesivos e informando sobre esse crime e a forma de denunciá-lo, através do Disque 100.

A secretária de Direitos de Humanos e Segurança Cidadã, Amparo Araújo, esteve presente na caminhada e ressaltou a importância do evento. “Essa caminhada é muito importante porque foi articulada por uma rede formada por entidades governamentais e não-governamentais, o que significa um amadurecimento das relações de estado e sociedade em defesa dos direitos das crianças e dos adolescentes e, sobretudo, do combate a este crime perverso, que é o abuso e a exploração sexual”, afirmou Amparo.

Para Neide Castanha, do Comitê Nacional de Enfrentamento à Violência Sexual Contra Crianças e Adolescentes, é uma honra para o órgão resgatar em Pernambuco toda a história de luta contra esse crime. “Aqui nasceu a primeira rede organizadora do segmento do Brasil. Pernambuco é o estado-embrião da nossa luta”, afirmou.

Sobre o dia 18 de maio - Seqüestrada em 18 de maio de 1973, Araceli Cabrera Sanches, então com oito anos, foi drogada, espancada, estuprada e morta por membros de uma tradicional família capixaba. Muita gente acompanhou o desenrolar do caso, desde o momento em que Araceli entrou no carro dos assassinos até o aparecimento de seu corpo, desfigurado pelo ácido, em uma movimentada rua da cidade de Vitória. Poucos, entretanto, foram capazes de denunciar o acontecido. O silêncio da sociedade capixaba acabaria por decretar a impunidade dos criminosos.

Os acusados, Paulo Helal e Dante de Bríto Michelini, eram conhecidos na cidade pelas festas que promoviam em seus apartamentos e em um lugar, na Praia de Canto, chamado Jardim dos Anjos. Também era conhecida a atração que nutriam por drogar e violência contra meninas durante as festas. Paulo e Dantinho, como eram mais conhecidos, lideravam um grupo de viciados que costumava percorrer os colégios da cidade em busca de novas vítimas.

Apesar da cobertura da mídia e do especial empenho de alguns jornalistas, o caso ficou impune. Araceli só foi sepultada três anos depois. Sua morte, contudo, ainda causa indignação e revolta. O Dia Nacional Contra o Abuso e a Exploração Sexual Infanto-juvenil vem manter viva a memória nacional, reafirmando a responsabilidade da sociedade brasileira em garantir os direitos de todas as suas Aracelis.

O 18 de maio foi criado em 1998, quando cerca de 80 entidades, públicas e privadas, reuniram-se na Bahia para o 1º Encontro do Ecpat no Brasil. Organizado pelo Cedeca/BA, representante oficial da organização internacional que luta pelo fim da exploração sexual e comercial de crianças, pornografia e tráfico para fins sexuais, surgida na Tailândia. O evento reuniu entidades de todo o País. Foi nesse encontro que surgiu a idéia de criação de um Dia Nacional de Combate ao Abuso e Exploração Sexual Infanto-Juvenil.

Matérias Relacionadas
- Curso de Formação em Direitos Humanos para Voluntários
- Panfletagem marca o Dia Internacional do Combate à Homofobia
- PCR participa de campanha contra exploração sexual
- Identidade Cidadã nos Torrões
- PCR participa de atividades do Dia Internacional de Combate à Homofobia
- Prefeitura realiza curso de Libras para servidores
- Secretária de Direitos Humanos participa de eventos em Brasília
- PCR capacita voluntários em Direitos Humanos
- Comdica divulga relação dos mesários para eleição dos conselheiros tutelares
- PCR promove II Fórum de Assistência Social do Recife
- Panfletagem em prol das crianças e adolescentes
- Servidores de Direitos Humanos participam de seminário
- Seminário reúne servidores da Secretaria de Direitos Humanos
- Conferência aponta princípios e diretrizes para reduzir a violência no País
- Recife participa do encontro da Rede Jovem Nordeste
- Prefeitura promove I Conferência de Segurança Cidadã
- Comitê Intersetorial de Juventude realiza reunião
- Seminário referenda as políticas de Igualdade Racial no Recife
- Projeto Conexão Acadêmica ganha apoio da PCR
- PCR participa do seminário de encerramento nacional do Projeto Derechos e Direitos


Enviar    Imprimir