Atalhos de navegação:

    Saúde     PCR oferece teste rápido de HIV durante São João Diário Oficial Agenda do Prefeito Fale conosco

 

RSS lista de noticias do grupo O que é isso?

Saúde

PCR OFERECE TESTE RÁPIDO DE HIV DURANTE SÃO JOÃO
17:33 Sexta-feira, 19 de Junho de 2009

Em meio às comemorações juninas, a Prefeitura do Recife estará disponibilizando à população a realização do teste rápido para detecção do vírus do HIV. A ação ocorrerá de segunda (22) a sexta (26) em um estande da Secretaria Municipal de Saúde montado no pólo do Sítio Trindade, que fica na Estrada do Arraial, em Casa Amarela, sempre das 18h à meia-noite. A oferta do exame é uma iniciativa do município em parceria com Governo Federal e integra o Programa “Fique Sabendo”, do Ministério da Saúde, que visa uma maior integração da sociedade quanto aos assuntos ligados às doenças sexualmente transmissíveis.

A realização do teste rápido em eventos já ocorreu no Festival de Inverno de Garanhuns, em 2008, no qual 600 pessoas submeteram ao teste. Este ano, no Carnaval de Salvador, 800 foliões fizeram o exame. No Recife, será a primeira vez que o teste rápido de HIV será feito em um espaço aberto, já que eles são oferecidos nas maternidades municipais às gestantes antes do parto para evitar a infecção para o bebê durante o nascimento.

“O objetivo desta iniciativa é promover, cada vez mais, o acesso da população ao teste do HIV sem que seja preciso exclusivamente o deslocamento até a unidade de saúde. Facilitar o acesso ao exame é obrigação do Estado e direito do cidadão. Por isso, a Prefeitura do Recife está empenhada em ampliar o acesso do teste, oferecendo espaços alternativos na cidade”, afirma o secretário de Saúde do Recife, Gustavo Couto.

O teste rápido é realizado por meio de uma análise do sangue, que é retirado por um furo no dedo, como no teste de glicose. O resultado sai em apenas 30 minutos. Caso dê positivo, a pessoa receberá orientações e será encaminhada ao serviço de referência, na Policlínica Lessa de Andrade, na Madalena, para serem realizados outros exames e para que ela tenha um acompanhamento médico e psicossocial adequados. Para implantação da iniciativa, a Prefeitura convidou 10 profissionais capacitados que formam uma equipe multiprofissional, que oferecerá aconselhamento prévio e posterior no estande montado no Sítio Trindade.

“O nosso interesse é que um maior número de pessoas saibam de sua condição sorológica em relação ao HIV e, sendo positivo ou negativo o resultado, contribuir para tomada de decisão do indivíduo quanto à sua saúde”, explica o coordenador do Programa Municipal de Atenção a DST/ Aids do Recife, Acioli Neto. Segundo ele, 0,5% da população brasileira é portadora do HIV. “Só para se ter uma idéia, das 800 pessoas examinadas em Salvador, apenas 8 eram soropositivas”, informa Acioli.

Além do teste rápido, seis arte-educadores da Secretaria de Saúde encenarão esquetes com duração de 15 minutos sobre o tema DST/ Aids nos principais pólos juninos da cidade, como o Pátio de São Pedro, o Bom Jesus e o próprio Sítio da Trindade. Haverá também a distribuição de preservativos à população como incentivar o sexo seguro e evitar as DSTs.

Segundo estimativas do Ministério da Saúde, cerca de 630 mil pessoas são portadoras do vírus HIV no país. Dessas, 255 mil não conhecem sua condição sorológica porque nunca realizaram o exame. A testagem, portanto, é fundamental para que se tenha um conhecimento precoce das condições da pessoa infectada para que possa ser feito o tratamento adequado, garantindo a ela a qualidade de vida. Além disso, é importante para que mulheres grávidas soropositivas sejam identificadas, encaminhando ao tratamento recomendado e aumentando as chances do bebê nascer sem ser portador do vírus.

Perfil epidemiológico da capital – No Recife, foram notificados de 1984 a 2007, 5.118 casos de Aids. Desse total, 1.438 ocorreram em mulheres (28,1%). Apesar de o maior número de casos ser em homens, o sexo feminino vem sendo cada vez mais atingido. Em 1987, a relação por sexo (homem/mulher) era de 13,7/1 (um caso em mulher para 13 em homens). Em 2006 e 2007, essa relação passou para 1,7/1. O grupo etário mais atingido é o da faixa entre 20 e 49 anos, com 86,64% do total (4.434 casos). Entre adolescentes (10 a 19 anos), ocorreram 72 casos (1,41%). O grupo acima de 50 anos registra 497 casos (9,72%), sendo ano passado alvo das campanhas educativas do Ministério da Saúde.

Matérias Relacionadas
- Arrasta-pé na Academia da Cidade agita Pólo Miguel de Cervantes
- Anemia falciforme em mulheres é discutida no Recife
- Encontro discute doença falciforme em mulheres
- Academia da Cidade trabalha ritmos juninos
- Secretário de Saúde do Recife assume diretoria do Conasems
- São João no CAPS Galdino Loreto
- Negociações entre PCR e odontólogos terminam greve
- PCR participa de audiência pública sobre dengue
- PCR fecha acordo com enfermeiros e greve termina
- Vigilância alerta para validade dos alimentos
- Vigilância realiza plantão no Sítio Trindade neste fim de semana
- Prefeito firma documento de valorização do trabalho médico
- Vigilância apreende mercadorias fora de validade
- Médicos da Prefeitura terminam paralisação
- Vigilância orienta consumidores e comerciantes no jogo da Seleção
- Vigilância Sanitária realiza plantão no Sítio Trindade
- Prefeitura reforça importância do teste do pezinho
- PCR realiza 13º Curso de Formação para Doula Comunitária Voluntária
- Saúde ambiental é tema de seminário para profissionais da área
- PCR realiza curso para Doula Comunitária


Enviar    Imprimir