Atalhos de navegação:

    Saúde     Representantes de escolas particulares são orientados sobre Influenza A (H1N1) Diário Oficial Agenda do Prefeito Fale conosco

 

RSS lista de noticias do grupo O que é isso?

Saúde

REPRESENTANTES DE ESCOLAS PARTICULARES SÃO ORIENTADOS SOBRE INFLUENZA A (H1N1)
20:13 Sexta-feira, 31 de Julho de 2009

Paulo Lopes
Cerca de 60 pessoas participaram da palestra
Cerca de 60 pessoas participaram da palestra

Representantes de 60 escolas particulares do Recife participaram, na tarde desta sexta-feira (31), no LG Inn Hotel, em Boa Viagem, de uma palestra promovida pela Prefeitura do Recife, por meio da Secretaria de Saúde, com o propósito de repassar informações sobre a gripe A (H1N1) e que medidas de prevenção devem ser tomadas pelos diretores, professores, funcionários, pais e alunos por causa da volta às aulas.

A palestra foi ministrada pela diretora de Vigilância à Saúde do Recife, Adeilza Ferraz e por Ana Antunes, gerente da Vigilância Epidemiológica das Doenças Transmissíveis do Recife. Durante a apresentação, Adeilza Ferraz reforçou os cuidados que os representantes das escolas particulares devem ter, tanto nos estabelecimentos, quanto ao orientar a importância de os pais dos alunos seguirem as recomendações do Ministério da Saúde.

“Nós convocamos os representantes dos estabelecimentos de ensino particulares com o propósito de evitar que os pais dos alunos deixem de levar seus filhos para as escolas. A doença existe, mas não é preciso pânico. A ação da Prefeitura do Recife, que tem a preocupação de repassar todas as informações necessárias, é disponibilizar o máximo de informações possíveis sobre como se precaver e mesmo proceder diante de possíveis casos suspeitos da doença”, afirmou Adeilza Ferraz. Ela reforçou ainda que, para mais informações, tanto os diretores das escolas quanto os pais dos alunos podem ligar para a Ouvidoria Municipal da Saúde, capacitada a dar todas as orientações sobre a doença. O telefone da Ouvidoria SUS é 0800.281.1520, o serviço funciona de segunda a sexta, das 7h às 19h e a ligação é gratuita.

 Ainda de acordo com Adeilza Ferraz, algumas orientações são importantes para assegurar tranqüilidade a pais e alunos no retorno às aulas:

     * A orientação tem como objetivo reforçar a prevenção contra a nova gripe, evitando assim que alunos infectados contagiem colegas;
    * Professores e diretores de escolas também devem ficar atentos e orientar estudantes com sintomas a retornar às suas casas;
    * Pais e responsáveis devem levar seus filhos aos postos de saúde ao consultório médico ao perceberem os primeiros sinais de uma gripe, que são febre repentina, tosse, coriza, dores musculares, nas articulações e dor de cabeça.
    * Proteger com lenços (preferencialmente descartáveis) a boca e nariz ao tossir ou espirrar, para evitar disseminação de aerossóis;
    * Indivíduos com síndrome gripal devem evitar entrar em contato com outras pessoas;
    * Indivíduos com síndrome gripal devem evitar aglomerações e ambientes fechados;
    * Manter os ambientes ventilados.

Andréa Freire, representante do Colégio Ethos, do bairro de Casa Forte, ressaltou a importância de a Secretaria de Saúde promover a palestra, para que os estabelecimentos possam retomar as atividades, com a segurança de que podem ter apoio do município. “Precisamos ter a consciência de que é necessário ter calma e orientar pais e alunos sobre a situação. A ação da Prefeitura foi muito esclarecedora, já que poderemos, com a Nota Técnica enviada pela Secretaria de Saúde, garantir às famílias que as escolas cumprirão todas as determinações e medidas repassadas pelo Ministério da Saúde”, afirma.

Saiba mais - O vírus Influeza A (H1N1) causa uma doença respiratória aguda, transmitida de pessoa a pessoa, principalmente por meio do espirro ou tosse e do contato com secreções respiratórias de pessoas infectadas. Os sintomas da gripe A (H1N1) e a sazonal são os mesmos e se confundem: febre repentina acima de 38º, coriza, cansaço, dor de cabeça, tosse, dores musculares, nas articulações e de cabeça.

A prevenção ocorre com a adoção de alguns cuidados básicos de higiene, como lavar bem e freqüentemente as mãos com água e sabão; não compartilhar objetos de uso pessoal; evitar tocar olhos, boca e nariz após contato com superfícies; e cobrir boca e nariz com lenço descartável ao tossir ou espirrar. Ninguém deve tomar medicamentos sem orientação médica. A Auto-medicação pode encobrir sintomas, dificultando o diagnóstico e causando resistência ao vírus.

Nota Técnica

Matérias Relacionadas
- Semana do Aleitamento Materno
- Atividades marcam a Semana do Aleitamento Materno
- Sobre Influenza A (H1N1)
- PCR promove ações durante a Semana do Aleitamento Materno
- Usuários do Metrô de Afogados aprendem a combater a dengue
- Prefeitura realiza fórum de saúde no Parque dos Milagres
- Saúde orienta representantes de escolas particulares sobre Influenza A (H1N1)
- Saúde orienta usuários do metrô sobre a dengue
- PCR promove varredura contra a dengue na zona Sul
- PCR discute estratégias de controle do tabagismo em evento nacional
- Saúde sensibiliza usuários do metrô sobre dengue
- Secretário de Saúde vai a Brasília discutir modernização do Samu
- Saúde promove varredura contra a dengue na comunidade Beira do Rio
- Crianças do Ibura aprendem a cuidar da saúde bucal
- Saúde anuncia fim da paralisação de auxiliares e técnicos de enfermagem
- PCR capacita profissionais da Academia da Cidade
- Saúde realiza segunda rodada das plenárias
- Prefeitura realiza aula inaugural para profissionais do PSF
- Equipes do PSF recebem capacitação sobre o SUS
- Saúde participa de ação com teste rápido de HIV


Enviar    Imprimir