Atalhos de navegação:

    Cultura     Festa do Livro encerra Festival A Letra e a Voz Diário Oficial Agenda do Prefeito Fale conosco

 

RSS lista de noticias do grupo O que é isso?

Cultura

FESTA DO LIVRO ENCERRA FESTIVAL A LETRA E A VOZ
00:00 Segunda-feira, 24 de Agosto de 2009

Paulo Lopes
Encerramento aconteceu na Praça do Arsenal
Encerramento aconteceu na Praça do Arsenal

O Festival Recifense de Literatura fechou sua programação neste domingo (23), na Praça do Arsenal (Bairro do Recife), de maneira divertida e descontraída, sem esquecer o viés cultural inerente ao tema do evento: literatura. O secretário de Cultura Renato L e a presidente da Fundação de Cultura Cidade do Recife (FCCR), Luciana Félix, fizeram questão de prestigiar a festa e ressaltaram a envergadura que o evento alcançou este ano. “Alcançamos um padrão de qualidade aliada à quantidade e por isso estamos muito felizes com o resultado que alcançamos em 2009”, comentou Renato L. Já Luciana Félix, ressaltou a importância do evento no cenário nacional. “Certamente o Festival Recifense de Literatura já se consolidou entre os principais eventos literários do País”.

O público, que aproveitou a folga do primeiro dia da semana para conferir as novidades, aprovou. “Achei tudo muito organizado, os estandes estão ótimos e diversificados, tem livro para todo gosto, com preços bons” – comentou o administrador aposentado José Soares.


Mas não foi só a visitação de estandes o chamariz para a Festa do Livro. Durante toda a tarde, o microfone esteve aberto para quem quisesse subir e declamar poesias, contos, causos, ou seja, o espaço estava democraticamente aberto para a expressão. As 18h, foi a hora da Bande Ciné lembrar que este ano o evento traz o tema Liberdade, Igualdade e Criatividade, numa referência às comemorações do Ano do Brasil na França. O quinteto apresentou releituras de música pop francesa das décadas de 60 e 70 colocando todo mundo para dançar.

A apoteose do domingo foi a apresentação do performático cantor Lirinha, vocalista do grupo Cordel do Fogo Encantado, da cidade de Arcoverde. Lirinha já começou dando à platéia exatamente o que ela queria: recitou “Ai Se Sêsse”, poema de Zé da Luz, alçado à categoria pop na interpretação do arcoverdense. Lirinha seguiu com obras do cancioneiro nordestino, como Confissão de Caboclo (Zé da Luz) e textos de autores como Chico Pedrosa. Entre uma obra e outra, comentou que estava emocionado pelo convite, pois era uma oportunidade de voltar às origens. “Comecei a dizer poesia no meio da praça aos 12 anos. Esta foi minha primeira escola”, lembrou.

Matérias Relacionadas
- A Letra e A Voz promove bate papo com escritores
- A tragédia e a comédia na literatura são tema em seminário do A Letra e A Voz
- Começa festival de cinema francês no Apolo-Hermilo
- Seminários discutem a presença francesa no pensamento contemporâneo
- Fernando Monteiro e Rita Olivieri-Godet lançam livros na Cultura
- Festa do Livro encerra o Festival Recifense de Literatura no domingo
- A Letra e A Voz lança revista e fanzine
- Reabertas as inscrições para oficina Abecedário
- Livro O Filósofo Voador tem lançamento no sábado
- Arquiteto catalão realiza oficina de Terminologia Urbana
- Paulo Trindade leva seu samba regional ao projeto Estação Arte
- Escritor Cristovão Tezza brinda público com palestra na Livraria Cultura
- A Letra e A Voz apresenta Fernando Monteiro e Rogério Pereira
- Seminário discute relação entre as literaturas brasileira e francesa
- A Letra e A Voz exibe "Geração 65: aquela coisa" nesta quinta (20)
- Mundo da música erudita é apresentado aos alunos do Bolsa Escola
- Direito Autoral e novas formas de editoração em foco no A Letra e A Voz
- Festival Présence et Passé du Cinema Français
- SPA das Artes Recife 2009 divulga Selecionados
- Oficina de Zine lança publicação


Enviar    Imprimir