Atalhos de navegação:

    Direitos Humanos e Segurança Cidadã     PCR esteve presente na 8ª Parada da Diversidade Diário Oficial Agenda do Prefeito Fale conosco

 

RSS lista de noticias do grupo O que é isso?

Direitos Humanos e Segurança Cidadã

PCR ESTEVE PRESENTE NA 8ª PARADA DA DIVERSIDADE
16:46 Domingo, 20 de Setembro de 2009

Luciano Ferreira
Tema deste ano: “Homofobia dói, machuca e mata”,
Tema deste ano: “Homofobia dói, machuca e mata”,
Luciano Ferreira
Evento lotou a avenida Boa Viagem
Evento lotou a avenida Boa Viagem

A avenida Boa Viagem vestiu-se com as cores do arco-íris, símbolo do Movimento LGBT, para receber, neste domingo (20), a 8ª Parada da Diversidade de Pernambuco. O evento é uma realização do Fórum de Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis e Transexuais (LGBT), com o total apoio da Prefeitura do Recife.

Com base na Declaração Universal dos Direitos Humanos, que completou 60 anos e assegura a proteção contra a discriminação de qualquer tipo, a Prefeitura está presente aqui para garantir o sagrado direito humano ao amor e à felicidade”, disse a secretária de Direitos Humanos e Segurança Cidadã, Amparo Araújo. “Esse é o desdobramento de um trabalho que acontece desde a última gestão, com políticas voltadas ao público LGBT. O dia de hoje não é só de festa, como muitos podem pensar, mas é para reivindicar a inclusão social desse grupo. A PCR reafirma seu apoio, desenvolvendo uma série de ações e trazendo a Parada da Diversidade para onde o Movimento LGBT solicitou, para um local onde terá maior visibilidade e força”, relatou a dirigente da Gerência de Livre Orientação Sexual (GLOS), Rivânia Rodrigues.

Com o tema “Homofobia dói, machuca e mata”, o evento reuniu o público LGBT com a proposta de dar visibilidade ao movimento e às suas lutas e buscar o apoio da sociedade para pedir a aprovação do Projeto de Lei 122/2006, que torna crime atos de discriminação contra homossexuais. “A Parada da Diversidade proporciona diálogos com os governos e a sociedade civil. Ela é muito mais que a comemoração, é um exercício de cidadania”, lembrou a representante do Fórum LGBT, Íris de Fátima.

A concentração da Parada da Diversidade aconteceu em frente ao antigo Hotel Savaroni e o percurso seguiu até o primeiro Jardim, no Pina, totalizando 3 km. Durante o trajeto, 10 trios elétricos garantiram a animação e deram voz à luta LGBT. O palco, montado na areia da praia de Boa Viagem, contou com as apresentações de Drag Queens e shows de Jaina Elner, Michele Monteiro, Nenas Farias e das bandas Sem Razão e Balanço Gostoso. Os cachês das atrações locais foram pagos pela Fundação de Cultura Cidade do Recife (FCCR).

Estou muito feliz em participar desse evento, como artista e cidadã. A Prefeitura do Recife tem aberto muitos espaços para o público LGBT, colaborando com a nossa luta. Estamos no caminho certo para que novas conquistas sejam alcançadas”, disse a Drag Queen Kyra Sainon, que realizou show performático no palco. “Há quatro anos saio com o trio elétrico, participando desse ato político tão forte. Espero que hoje seja um dia muito importante nesse grito de ‘Viva’ pela Diversidade”, disse a artista Thânya Tumulto.

A Prefeitura trouxe, ainda, para a avenida, a Frevioca com a contribuição do secretário de Cultura, Renato L, discotecando juntamente aos DJ´s do Coletivo Sem Loção, de Lala K, Rebel K e Felipe Machado. “Estou muito feliz em discotecar num evento como esse. Sempre gostei de tocar em eventos públicos, onde não se tem discriminação alguma, seja de preço, classe ou gênero. E a intenção é que a Prefeitura marque presença com a Frevioca também nos próximos anos da Parada. Essa parceria é fundamental, pois o Recife é uma cidade muito rica, imersa numa diversidade que não é só cultural, mas em todas as esferas da vida”, disse o secretário de Cultura, Renato L.

Outros órgãos também trabalharam para garantir a tranqüilidade e a ordem durante a Parada da Diversidade. A Companhia de Trânsito e Transporte Urbano (CTTU) monitorou o local desde às 6h, com a presença de 162 agentes. A limpeza da faixa de areia e da avenida será garantida por 120 funcionários da Empresa Metropolitana de Limpeza Urbana (Emlurb). E 200 profissionais da Dircon atuaram no controle do comércio informal, na vistoria do palco e dependências e, também, na fiscalização da publicidade. A orientação esteve sob a responsabilidade da Secretaria de Saúde, que distribuiu material educativo, camisas, bonés, viseiras, porta-celulares, bandeiras, porta-camisinhas, preservativos femininos e masculinos e sachês de gel lubrificante. 

Matérias Relacionadas
- Prefeito abre oficialmente a 8ª Parada da Diversidade do Recife
- Prefeito prestigia a 8ª Parada da Diversidade
- Público LGBT aporta no Recife
- Inscrições para o Conselho Municipal da Juventude começam nesta segunda
- Pais de alunos de escolas municipais discutem violência doméstica
- Prefeitura distribui cestas de alimentos na Casa dos Conselhos
- Fórum de Juventude do Recife reunirá gestores da RMR
- Programação MIX Brasil 2009
- Mix Brasil 2009 traz a diversidade sexual ao Teatro do Parque
- Seminário apresenta metodologia do Disque 100 a gestores municipais
- Metodologia do Disque 100 é discutida em seminário
- Ações em comemoração ao Mês da Diversidade têm apoio da PCR
- PCR realiza sensibilização sobre livre orientação sexual no Geraldão
- Encontro faz avaliação das ações do Pronasci no Recife
- Fórum Recife de Envelhecimento Ativo trata sobre Cuidadores de Idosos
- Gabinete de Gestão Integrada Municipal se reúne para acompanhamento do Pronasci
- Cuidados com idosos são discutidos no Fórum de Envelhecimento Ativo
- Lésbicas participam de caminhada no centro da Cidade
- Seminário debate Estatuto e a Convenção da Pessoa com Deficiência
- Criador de softwares para pessoas com deficiência recebe homenagem


Enviar    Imprimir