Atalhos de navegação:

    Saneamento     Saneamento em áreas críticas Diário Oficial Agenda do Prefeito Fale conosco

 

RSS lista de noticias do grupo O que é isso?

Saneamento

SANEAMENTO EM ÁREAS CRÍTICAS


     - Áreas com altos índices de risco para doenças de veiculação hídrica;       (doenças     resultantes da falta ou inadequação de saneamento, especialmente em áreas pobres.
    São essas doenças: Hepatite A, febre tifóide, diarréia, cólera, dengue, giárdia, salmonelose, esquistossomose e leptospirose.
    - Demandas do Orçamento Participativo. Mobilização das comunidades para ausculta, discussão e votação das necessidades das populações, realizadas nas microrregiões da cidade)
    - Áreas críticas (bolsões de pobreza, ou seja:  favelas, aglomerados nas  periferias da cidade, em encostas de morros, quase todos destituídos de infra estrutura ou com equipamentos sem funcionamento).

Os moradores de áreas não atendidas por saneamento: morros, favelas, palafitas e todos os outros tipos de assentamentos populares, que representam mais de 50% da população, livram-se de seus dejetos despejando-os em valas abertas nas ruas, nas galerias de águas pluviais ou nos rios ou canais próximos. O relevo baixo e plano do Recife permite a invasão de galerias e sistemas de drenagem por águas de chuva, facilitando o extravasamento e obstrução dos sistemas de drenagem e esgoto.  Os alagamentos formados pelas águas contaminadas funcionam como vetores de doenças  que comprometem a qualidade de vida e as condições de saúde da população e da salubridade ambiental.



Enviar    Imprimir