Atalhos de navegação:

    Direitos Humanos e Segurança Cidadã     Semana de Direitos Humanos tem programação para juventude Diário Oficial Agenda do Prefeito Fale conosco

 

RSS lista de noticias do grupo O que é isso?

Direitos Humanos e Segurança Cidadã

SEMANA DE DIREITOS HUMANOS TEM PROGRAMAÇÃO PARA JUVENTUDE
00:00 Quinta-feira, 3 de Dezembro de 2009

Irandi Souza
Manhã dedicada ao exercício da cidadania
Manhã dedicada ao exercício da cidadania
Irandi Souza
Evento contou com a participação de 400 jovens
Evento contou com a participação de 400 jovens

Nesta quinta-feira (03), os jovens em situação de rua que participam do Programa Vida Nova, do Governo do Estado, tiveram uma manhã dedicada ao exercício da cidadania, no Nascedouro de Peixinhos. A ação integra as atividades da 4ª Semana dos Direitos Humanos: Iguais na Diferença, promovida pela Secretaria Especial dos Direitos Humanos da Presidência da República (SEDH/ PR), com apoio da Prefeitura do Recife, Unesco e Governo do Estado de Pernambuco. “Essa Semana representa a sintonia perfeita dos três poderes públicos, mostrando que todos os esforços estão unidos em prol da conquista e promoção dos Direitos Humanos. É um momento muito importante e produtivo e tudo o que precisamos é que novas pessoas que se engajem nessa luta, que é contínua”, disse a secretária de Direitos Humanos e Segurança Cidadã, Amparo Araújo.

O evento contou com a participação de 400 jovens dos cinco Centros da Juventude: Peixinhos, Santo Amaro, Iputinga, Alto do Paschoal e Cajueiro Seco. Foram oferecidos serviços de emissão e retirada de documentos civis, como Certidão de Nascimento, RG, CPF e Carteira de Trabalho e Previdência Social (CTPS), além de orientação jurídica, atendimento odontológico e estético e ações preventivas de saúde. Em seguida, aconteceram os debates “Direitos Humanos para a Infância e a Adolescência” e “Promoção e Garantia de Direitos da População em Situação de Rua”. Para encerrar o evento, aconteceram apresentações culturais de jovens do Programa Vida Nova e do grupo Faces do Subúrbio.

A 4ª Semana dos Direitos Humanos: Iguais na Diferença significa o coroamento dos 61 anos da Declaração Universal dos Direitos Humanos e traz para a cidade uma discussão através de diversas práticas, como conferências, palestras, seminários e atividades culturais. O objetivo é desmistificar os Direitos Humanos, mostrando que também podemos promovê-lo fazendo cultura, difundindo conhecimento, desenvolvendo políticas públicas, conforme consta nos 30 artigos de sua declaração”, relatou o diretor de Direitos Humanos da Secretaria de Direitos Humanos e Segurança Cidadã, Cirilo Mota.

A programação continua na tarde desta quinta-feira (03), com um debate sobre os desafios e as perspectivas da política nacional para o público LGBT, na Torre Malakoff, das 16h às 18h. A partir das 20h, o Pátio de São Pedro recebe a edição especial da Quinta da Diversidade.

Na sexta-feira (04), a partir das 8h, haverá um encontro no CREA, que discutirá a acessibilidade da cidade, com a participação de pessoas idosas e com deficiência. Às 15h, 500 jovens de escolas municipais assistem ao concerto da Orquestra Cidadã, no Teatro do Parque. Na ocasião, também acontece a premiação do concurso de redação ocorrido nas escolas municipais, sob o tema “Direitos Humanos: Iguais na Diferença”.

No sábado (05), a Escola Professor Jordão Emerenciano, no Ibura, recebe o evento Direitos Humanos e Cultura. No domingo (06), acontece o grande Show dos Direitos Humanos, encerrando a 4ª Semana dos Direitos Humanos: Iguais na Diferença, no Marco Zero. A partir das 19h, sobem ao palco Antônio Nóbrega, Arnaldo Antunes, Chico César, Ed Motta, Elza Soares, Emílio Santiago, Luiz Melodia, Margareth Menezes, Mônica Salmaso, Siba, Silvério Pessoa e Spok.

A maior parte desses jovens viveu ou ainda vive em situação de rua e essas oportunidades representam um grande passo para o avanço na construção da cidadania e na busca por novas conquistas”, disse o gerente da Juventude da SDHSC, Thiago Carvalho. De acordo com a consultora social de Articulação do Programa Vida Nova, Sandra Albertim, duas ações são prioritárias: as plenárias e a promoção de direitos. “Com a emissão de documentos, tem início o processo de cidadania e as discussões do Estado com os jovens, como atores participantes, representa o exercício dessa cidadania”, disse.

Matérias Relacionadas
- 4a Semana de Direitos Humanos é aberta no Pátio de São Pedro
- Prefeitura comemora Dia do Voluntário
- Ciclo de Palestras de Envelhecimento Ativo encerra atividades de 2009
- Prefeitura realiza seminário para comemorar o Dia Internacional do Voluntário
- Amparo Araújo participa do comitê de julgamento do Prêmio de Direitos Humanos
- Festa do Morro
- PCR realiza o último encontro do II Fórum Recife de Envelhecimento Ativo
- Vigilantes da Caixa participam de sensibilização em Direitos Humanos
- Secretaria de Direitos Humanos sensibiliza vigilantes da CEF
- Diretoria de Igualdade Racial promove debate sobre Lei dos Alvarás
- Secretaria de Direitos Humanos promove debate sobre a Lei dos Alvarás
- CAP de Casa Amarela recebe a sexta palestra do Fórum de Direitos Humanos
- Prefeitura comemora o Dia Nacional da Consciência Negra
- Monitores dos Círculos Populares debatem Racismo Institucional
- Prefeitura promove 5ª Caminhada da Consciência Negra
- Palestra do Fórum de Direitos Humanos acontece no Ibura
- SDH participa de oficina internacional em João Pessoa
- Usuários participam de debates e feira de serviços no Caps de Afogados
- Reunião debate ações de Direitos Humanos
- Gabinete de Gestão Integrada Municipal discute segurança pública


Enviar    Imprimir