Atalhos de navegação:

    Carnaval Multicultural do Recife     Noite de exaltação ao samba em Nova Descoberta Diário Oficial Agenda do Prefeito Fale conosco

 
RSS lista de noticias do grupo O que é isso?

Carnaval Multicultural do Recife

NOITE DE EXALTAÇÃO AO SAMBA EM NOVA DESCOBERTA
04:28 Quarta-feira, 17 de Fevereiro de 2010

Carlos Oliveira
Wellington do Pandeiro
Wellington do Pandeiro

A ingratidão da “Quarta-feira de Cinzas” foi recompensada por uma noite de exaltação ao samba, no Polo Descentralizado de Nova Descoberta, nesta terça-feira (16), último dia do Carnaval Multicultural 2010. As primeiras atrações da noite foram recifenses especializados em samba: Wellington do Pandeiro, Jorge Riba e a cantora Allexa.

Autor de 20 sambas enredos da Escola de Samba Galeria do Ritmo, do Morro da Conceição, inclusive o deste ano, Wellington do Pandeiro fez uma apresentação centrada nos compositores Bezerra da Silva, Noite Ilustrada e Agepê, arrancando muitos aplausos do público presente, formado, basicamente, por jovens e crianças do bairro.

“Morei no Rio de Janeiro por 16 anos e incorporei parte dessa experiência ao meu trabalho atual”, conta Wellington, que há sete anos integra a programação do Carnaval recifense. “Estou muito feliz em participar de uma noite especial com esta e aproveito para agradecer o apoio que a PCR vem dando aos sambistas pernambucanos”, finalizou o sambista.

Baiana radicada no Recife há seis anos, a cantora Allexa acabou se transformando na maior surpresa da noite. Com uma exibição primorosa, ela homenageou compositores consagrados que praticamente fizeram a história do samba brasileiro, como Ary Barroso, Dona Ivone Lara, Gonzaguinha, Paulinho da Viola, entre outros. A abertura do seu show, com a exibição de “Aquarela do Brasil”, foi de uma beleza contagiante, a exemplo da música ‘É tão natural”, de sua autoria, que fará parte de seu segundo CD, dentro do projeto “In natura”, que será lançado até o final de junho.

Toda de branco e com um belo colar de pano com as cores do arco-íris, Allexa chegou a lembrar, em alguns momentos, a lendária Clara Nunes, principalmente quando interpretou “Quilombo”, de Paulo César Pinheiro. “Faço um trabalho que mescla várias tendências do samba, da bossa nova ao partido alto”, explicou a cantora. Sobre a diversidade cultural da folia recifense incentivada pela Prefeitura, ela disse que é o principal ingrediente para o seu crescimento. “A PCR está no caminho certo, pois atende a todas as tribos, abre espaço para novos talentos e ainda oferece as pessoas que moram na periferia a oportunidade de brincar perto de casa”, elogiou.

Terceira atração da noite de samba em Nova Descoberta, o cantor e compositor Jorge Riba conseguiu inovar dentro do mesmo tema, fazendo um show de qualidade centrado no chamado samba de roda, com pitadas de sambas enredo e partido alto. Com o primeiro CD “saindo do forno”, ele apresentou um repertório autoral, com algumas canções de parceiros pernambucanos e outras de nomes consagrados, a exemplo de Nelson Sargento e Nelson Cavaquinho.

“Nós temos grandes sambistas, como Belo X, Ramos Silva e Paulo Isidoro, por isso meu primeiro CD só terá composições minhas e de meus parceiros”, revelou. Há quatro anos fazendo a alegria dos amantes do samba da cidade durante o Carnaval do Recife, Jorge Riba lembra que há cinco anos foi criada a Mesa de Samba Autoral, entidade que reúne os principais sambistas do Estado. “Nesse mesmo período a PCR vem dando um apoio cada vez maior ano nosso Samba e nós temos mais é que agradecer e aproveitar os novos espaços”, finalizou.

Matérias Relacionadas
- Samba agita noite no Pátio de São Pedro
- Caboclinho Kapinawá anima público no Polo das Agremiações
- Iasc realiza trabalho com crianças no Polo do Ibura
- Jardim São Paulo se despede da folia de Momo
- Pátio do Terço em ritmo de samba
- Elba Ramalho e Alceu empolgam multidão no Marco Zero
- Maracatus desfilam na Guararapes
- Estande do + Vida na Folia orienta foliões no Tacaruna
- Expresso da Folia garante segurança ao folião no Carnaval
- Maracatus de Baque Solto reinam no Polo das Agremiações
- Rec Beat encerra em clima de “Olinda Style”
- Roda de Samba revigora tradição do ritmo no Pátio do Terço
- Bandas e artistas do Norte-Nordeste encerram programação do Rec Beat
- Folião dispõe de delegacia e ouvidoria na Central Multicultural
- Central Multicultural oferece serviços diversos para o folião
- Ursos e tribos desfilam no Centro do Recife
- Agremiação 4 de Outubro mistura frevo e samba
- Afoxé Obá Alirá se apresenta em Casa Amarela
- Criançada faz festa em Casa Amarela
- Bloco Memória da Infância se apresenta no Polo Chão de Estrelas


Enviar    Imprimir