Atalhos de navegação:

    A Prefeitura     João da Costa lança Operação Inverno 2010 Diário Oficial Agenda do Prefeito Fale conosco



RSS lista de noticias O que é isso?


A Prefeitura

JOÃO DA COSTA LANÇA OPERAÇÃO INVERNO 2010
00:00 Quarta-feira, 14 de Abril de 2010

Fernando Silva
Investimento será de R$ 43 milhões
Investimento será de R$ 43 milhões
Fernando Silva
Anúncio das ações aconteceu no bairro do Ibura
Anúncio das ações aconteceu no bairro do Ibura

GALERIAS DE FOTOS
Fotos

Nesta quarta-feira (14), o prefeito do Recife, João da Costa, lançou a Operação Inverno 2010. O anúncio das ações aconteceu na Avenida Campo Verde, Três Carneiros, no bairro do Ibura, e contou com a participação dos secretários e presidentes de órgãos municipais, além de outros servidores. A Operação Inverno terá investimentos de R$ 43 milhões, envolvendo cerca de mil servidores municipais para intensificar, a partir de agora, o trabalho contínuo e integrado de preparação da cidade para o período chuvoso.

A presença do secretariado e de tantos servidores municipais representa o compromisso da equipe em intensificar diversas ações, dando continuidade ao Programa Guarda-Chuva, que existe desde 2001 e se tornou uma iniciativa de sucesso, pois vem melhorando a cidade e salvando vidas”, disse o prefeito.

A grande novidade deste ano é a utilização, em caráter experimental, de um novo produto na cobertura e proteção de encostas nas áreas de risco da cidade. Trata-se de um gel estabilizante, fabricado com base bio-óleo vegetal e polímero acrílico. O produto evita a degradação do solo, protegendo-o da erosão, recompõe o solo já desprovido de vegetação e retém a umidade, não permitindo a desfragmentação do solo e o seu consequente deslizamento. “O gel não é poluente. Ambientalmente ele ajuda muito mais do que a colocação de lonas. Além disso, o produto garante que áreas de escoamento estejam livres, a partir da estabilidade do solo”, esclarece João da Costa.

A Empresa de Urbanização do Recife (URB), junto com a empresa fornecedora do produto, realizou a aplicação do gel na Avenida Campo Verde, 17B, em Três Carneiros, durante o lançamento da Operação Inverno 2010. A aplicação nas outras áreas de risco da cidade será iniciada na próxima segunda-feira (19). A expectativa é de que o trabalho termine em 30 dias.

A utilização do gel será avaliada nesse inverno e, caso apresente resultados satisfatórios, pode representar o aumento na segurança das encostas, além de uma economia para o município. “Esse produto vem sendo utilizado em outras partes do mundo com sucesso e vamos avaliar como ele se comporta, aplicado em nossa cidade. Se os resultados forem os esperados isto poderá representar uma economia significativa para o município, já que o gel tem uma durabilidade muito superior à lona”, afirma o secretário de Controle, Desenvolvimento Urbano e Obras, Amir Schvartz. O secretário destacou, ainda, que as lonas continuarão a ser utilizadas, mas em quantidades menores.

Após quatro horas de aplicação do gel, o terreno já está impermeabilizado. O produto garante maior durabilidade e eficiência em relação à lona plástica, uma vez que depois de aplicado o gel só precisará de reforço após um ano. O material forma uma resina plástica transparente que não absorve água e agrega o solo, evitando a desagregação de areia e argila, o que evita o entupimento de canaletas.

Na ocasião, o prefeito assinou a ordem de serviço para o início das obras de contenção de encostas e drenagem na Avenida Campo Verde, que custarão R$ 1.564.865,52, beneficiando diretamente 60 famílias da localidade. O prazo de conclusão das obras é de um ano. “Hoje é um dia de festa para o povo que acredita no Orçamento Participativo e vê as obras eleitas sendo realizadas. É o resultado dos esforços da comunidade organizada, que luta por seus direitos, com o compromisso de uma gestão que busca melhorar a vida das pessoas”, disse a delegada do Orçamento Participativo, Biuzinha, que representou a comunidade de Três Carneiros.

Em seguida, João da Costa visitou os serviços de contenção, escadaria e drenagem da Rua Pedro Malazarte, onde estão sendo investidos R$ 1.224.277,31. “A Operação Inverno 2010 prevê obras em todas as regiões da cidade. Mas o mais importante é o trabalho permanente de educação ambiental e sensibilização, orientando a população a evitar atitudes que prejudicam quem mora em áreas de risco, como o acondicionamento do lixo e a limpeza de canais. Por isso, contamos com o apoio da população para atingirmos resultados cada vez melhores, sem termos que lamentar nenhuma perda no período de chuvas”, disse o prefeito. Dentre as atividades que serão reforçadas pela Operação Inverno 2010 estão as varreduras em áreas de risco, a limpeza de canais e canaletas, ações educativas e serviços de manutenção.

O trabalho preventivo e permanente nos morros, por meio do Programa Guarda-Chuva, integra diversas secretarias e órgãos da Prefeitura do Recife. Participam das ações a Empresa de Urbanização do Recife (URB), o Instituto de Assistência Social e Cidadania (Iasc), a Guarda Municipal, a Companhia de Trânsito e Transporte (CTTU), a Secretaria de Saúde, Secretaria de Educação, Secretaria de Direitos Humanos Secretaria de Direitos Humanos, Dircon e a Coordenadoria de Orçamento Participativo e Participação Popular.

O secretário de Controle, Desenvolvimento Urbano e Obras, Amir Schvartz, falou sobre a atuação da Defesa Civil. “O trabalho da Defesa Civil do Recife pode ser representado pelas palavras convicção e compromisso. São fiscalizações permanentes ao longo do ano, que permitem desenvolver ações para minimizar ou corrigir os pontos de riscos da cidade, evitando acidentes e preservando vidas”, disse o secretário. O telefone da Defesa Civil para atendimento à população é o 0800-081.3400.

Histórico – O trabalho desenvolvido pela Prefeitura do Recife ao longo dos últimos nove anos resultou na redução de mais de sete mil pontos de risco na cidade, o que tornou mais segura a vida de quem mora nas áreas de morro. Entre 2001 e 2009, a Prefeitura investiu mais de R$ 350 milhões em ações de defesa civil permanente; urbanização, controle e fiscalização de áreas de risco; manutenção de escadarias e muros de arrimo; manutenção e retificação dos sistemas de micro e macrodrenagem.

De janeiro até o dia 9 de abril deste ano, foram registradas 2.346 ocorrências no Recife. Foram 1.363 solicitações de lona, 966 solicitações de vistorias, seis pequenos deslizamentos de barreira e seis árvores em risco. Foram registrados ainda danos em duas residências, dois muros e um poste em risco. Neste mesmo período, a Codecir realizou mais de três mil vistorias e colocou quase 130 mil m2 de lonas plásticas. Foram realizados ainda 1.202 atendimentos nas regionais.

Varredura – Já a partir desta quarta-feira (14), a Codecir inicia uma varredura preventiva nos pontos de risco das RPAs 2, 3 e 6, seja em áreas de morro ou alagados. As equipes técnicas serão compostas por engenheiro civil, assistente social, arquiteto, geólogo e psicólogo.
A ação será realizada até o mês de junho e ajuda a detectar, antecipadamente, possíveis situações de risco, permitindo ao Município realizar ações mais efetivas. As vistorias serão realizadas nas localidades de Risco Alto (R3) e Risco Muito Alto (R4) monitoradas pela Codecir, procurando reavaliar a situação dos setores e identificar novos casos com suscetibilidade de deslizamentos.

Nas áreas de planície, as equipes da varredura farão um levantamento de campo da altura da lâmina d’água e da extensão da “franja” de alagamento, o que permitirá ter uma estimativa da população que pode ser afetada ou atingida em caso de transbordamentos. Esta vistoria servirá também para a atualização do mapa de risco através da espacialização dos pontos críticos, que poderá ser utilizado para o planejamento das ações de manutenção e limpeza da macrodrenagem.

Também serão iniciados serviços de manutenção de escadarias, muros de arrimo e sistemas de drenagem, além das ações educativas junto à comunidade. Para ampliar a capacidade de atuação das equipes da Defesa Civil, servidores de outras secretarias serão integrados à Operação Inverno, totalizando um contingente de cerca de mil pessoas mobilizadas. Eles participarão do trabalho de campo nas áreas de risco, na orientação à população e na realização das ações emergenciais de remoção e abrigamento.

Ações educativas – Também a partir desta quarta, as equipes da Codecir, com o apoio de técnicos do programa Parceria nos Morros, começaram a percorrer localidades de risco. A abordagem porta-a-porta pretende reforçar as orientações sobre os cuidados que devem ser tomados para o inverno, com o objetivo de sensibilizar os moradores para atuarem de forma integrada com as equipes da Defesa Civil. Também serão realizadas palestras nos fóruns do Orçamento Participativo com a temática sobre prevenção para o inverno. A ação educativa foi iniciada na comunidade de Três Carneiros, no bairro do Ibura.

Cartilhas com informações sobre práticas seguras para quem mora no morro serão distribuídas pelos agentes. As orientações incluem a destinação correta da água utilizada na residência e do lixo; o que plantar e o que não plantar nas barreiras e o que fazer em caso de deslizamento de barreira. Também serão usados carros de som para transmitir informações e mobilizar a comunidade.

As ações educativas também serão trabalhadas com alunos de escolas municipais localizadas nas áreas de risco, mostrando às crianças e aos jovens o trabalho desenvolvido pela Codecir e a importância da colaboração de toda a comunidade para um inverno sem acidentes. As atividades educativas vão até o final do mês de junho.

Dircon - Durante a realização da Operação Inverno, a Diretoria de Controle Urbano do Recife (Dircon) vai atuar no apoio à relocação das famílias que estiverem em situação de risco, na interdição administrativa dos imóveis identificados pela Codecir como impróprios para a moradia e na demolição de construções irregulares identificadas pelas equipes. Ao todo, 43 profissionais estarão à disposição da Defesa Civil. Em caso de emergência, este número pode chegar a 96 profissionais.

Macrodrenagem - Uma das principais ações da Prefeitura do Recife na Operação Inverno é o ciclo de limpeza da rede de macrodrenagem da capital. O trabalho contempla os 66 canais que cortam a cidade e deve ser concluído até o final de junho. A ação receberá investimento municipal de R$ 3,1 milhões e beneficiará todas as Regiões Político-Administrativas (RPA) do Recife.

Na primeira fase do trabalho, já estão sendo limpos 14 canais com o apoio de 80 servidores, 12 caminhões e seis escavadeiras. O contingente será distribuído em operações mecânicas, com o apoio do maquinário, e em mutirões com intervenção manual, onde o acesso aos canais é mais difícil, impossibilitando o tráfego de veículos de grande porte.

O trabalho foi iniciado nos canais da Bomba do Hemetério e Guarulhos (Jardim São Paulo), da Vila das Aeromoças (UR-05), Ibura de Baixo, Roda de Fogo (Torrões). Também serão contemplados os canais das Laranjeiras (Areias), Chié (Campo Grande), Carlos de Brito (Engenho do Meio) 21 de Abril (San Martin), Malária (Ipsep), Córrego Bombeirense (Bomba do Hemetério), Maria Irene (Jordão), Realeza (Coque) e Santa Terezinha (Santo Amaro).

A programação dos serviços será coordenada pela Empresa de Manutenção e Limpeza Urbana (Emlurb), com apoio da Secretaria de Saúde e Codecir. Além da desobstrução dos canais, a Emlurb realiza, nesta primeira etapa, a limpeza das margens de trechos dos rios Beberibe e Morno, na Zona Norte da cidade. Nos meses de maio e junho será concluída a programação de limpeza no restante da rede formada por 66 sistemas de macrodrenagem do Recife.

Microdrenagem - Paralelamente à limpeza dos grandes canais da cidade, a Emlurb vem promovendo mutirões para desobstruir canaletas e galerias (microdrenagem) em vários pontos da cidade. Já foram beneficiados bairros como Boa Vista, Santo Antônio, São José, Nova Descoberta, Espinheiro, Afogados e Torrões. O trabalho continua no Centro durante os finais de semana do mês de abril e nos dias úteis em outras áreas como o Ipsep, Água Fria, Beberibe, Arruda e Jordão.

Além dos mutirões, serão realizadas operações pontuais em todos os bairros da cidade, todos os dias, ao longo do ano, para atender as solicitações da população e as vistorias técnicas da Emlurb. Para a manutenção da microdrenagem a Prefeitura do Recife disponibilizou um orçamento prévio de R$ 6 milhões.

Escadarias - Para manter em boas condições os acessos aos pontos elevados da cidade, a Prefeitura do Recife investirá R$ 1,4 milhão na recuperação de escadarias este ano. Com este orçamento, serão realizadas obras de manutenção em aproximadamente 60 escadarias. O trabalho foi iniciado em fevereiro e permanecerá até o início do segundo semestre. Até agora, já foram executadas obras em 20 escadarias e o trabalho beneficiará áreas situadas nas regiões político-administrativas 2, 3, 4, 5 e 6, principalmente, nas duas primeiras que estão na Zona Norte.

O programa conta com intervenções em Nova Descoberta, Casa Amarela, Bomba do Hemetério, Alto José do Pinho, Água Fria, Brejo, Guabiraba, Dois Unidos, Macaxeira, Passarinho, Vasco da Gama, Várzea, Jardim São Paulo, Ibura, UR-03, UR-04, Vila dos Milagres, Jordão Alto, Lagoa Encantada, Três Carneiros e Cohab.

Ações Ambientais – Além do trabalho operacional, a Emlurb vem desenvolvendo nos últimos anos ações educativas em áreas cortadas por canais para sensibilizar as comunidades sobre a preservação da limpeza das vias e do sistema de drenagem. Neste ano, serão 14 áreas visitadas por agentes ambientais que promoverão palestras temáticas sobre os problemas do lixo nas vias e canais e oficinas para transformação de lixo em brinquedos, artigos decorativos entre outros produtos.

As comunidades beneficiadas estão localizadas nas proximidades dos canais A (Ilha do Joaneiro), ABC (Mustardinha), São Gabriel (Água Fria), Realeza (Joana Bezerra), Santa Terezinha (Santo Amaro), Ibiporã (Coque), Ary Peter (Vasco da Gama), Córrego do Joaquim (Nova Descoberta), Carlos de Brito (Engenho do Meio), Jardim Teresópolis (Várzea), Guarulhos (Jardim São Paulo), Malária (Ipsep), Ibura de Baixo (Ibura) e Lagoa Encantada (COHAB).

Assistência Social - O Instituto de Assistência Social e Cidadania do Recife (Iasc) tem um papel fundamental durante a Operação Inverno. As casas de acolhimento que fazem parte da rede de Assistência serão utilizadas, quando necessário, para abrigar as vítimas da chuva. Em casos de deslizamento de barreiras ou quando técnicos da Secretaria de Controle, Desenvolvimento Urbano e Obras identificam algum risco em determinada moradia, a família residente será encaminhada para um abrigo provisório, escolhido pelo Iasc. Lá, eles terão acompanhamento psicológico e serão envolvidos em outras atividades e programas até que a situação seja resolvida.

Desde o início de março, a equipe da Assistência tem realizado visitas sistemáticas para identificar possíveis locais de acolhimento. Alguns pontos na Região Político Administrativa (RPA) 3 e outros locais na 6 estão sendo preparados. No ano anterior, somente duas famílias precisaram ser abrigadas pela PCR. O Iasc também está preparado para coordenar uma campanha de arrecadação de donativos, caso exista necessidade. O Instituto será responsável por mobilizar a população e distribuir os materiais de primeira necessidade, como leite, colchões, roupas, material de higiene pessoal e cestas básicas, para os desabrigados.

Saúde - Aproximadamente 400 pessoas, entre profissionais que trabalham nas Unidades de Saúde da Família, além de gerentes de território, Agentes Comunitários de Saúde e Agentes de Saúde Ambiental participarão da Operação Inverno. Os distritos sanitários ficarão responsáveis por ampliar a capacidade de atendimento às emergências (dia e noite), durante os períodos de chuvas concentradas, informados pela Codecir; repassar informações aos usuários das unidades sobre os cuidados e riscos á saúde durante o período de chuvas intensas; disponibilizar vacinação para atender aos participantes da Defesa Civil; além de viaturas para apoio às Estações da Codecir. Serão disponibilizados Agentes Comunitários de Saúde para colaborar em suas áreas de atuação, nas ações de sensibilização e retirada de famílias em situação de risco, ação conjunta com os profissionais da Codecir. O Samu será acionado para atendimento nas áreas de risco.

Regionais da CODECIR

Matérias Relacionadas
- Filmes para as mulheres são exibidos em Santo Amaro
- Prefeito entrega certificados do programa “Lição de Vida”
- PCR participa de Seminário sobre Políticas Públicas de Juventude
- João da Costa lança Operação Inverno 2010
- Conselho Municipal da Juventude realiza primeira reunião ordinária
- Prefeito apresenta Projeto de Lei para viabilizar Polo Jurídico na Ilha Joana Bezerra
- Prefeito João da Costa prestigia evento na Ademi-PE
- Mutirão reforça limpeza na Lagoa do Araçá
- Mulher quer fortalecer serviços de enfrentamento à violência
- Prefeito João da Costa se reúne com profissionais da Codecir
- Secretaria Especial da Mulher promove rodada de filmes
- Prefeitura investe R$ 43 milhões na Operação Inverno 2010
- PCR promove 1ª Reunião do Conselho Municipal de Políticas para a Juventude
- João da Costa apresenta projeto do Polo Jurídico
- Secretaria de Serviços Públicos promove integração entre funcionários
- Prefeitura reforça Campanha Doação Cidadã
- Encontro Municipal de Economia Solidária reune técnicos durante final de semana
- Defesa Civil informa balanço da chuva na manhã deste sábado
- Chuvas: PCR reforça monitoramento de via e da rede de drenagem
- Prefeito participa da abertura da Etapa Recife da 3ª Conferência Nacional do Esporte


Enviar    Imprimir