Atalhos de navegação:

    Cultura     Prefeitura comemora Dia do Trabalho com grande concerto da OSR Diário Oficial Agenda do Prefeito Fale conosco

 

RSS lista de noticias do grupo O que é isso?

Cultura

PREFEITURA COMEMORA DIA DO TRABALHO COM GRANDE CONCERTO DA OSR


O acolhedor Parque da Jaqueira será o palco para a homenagem que a Prefeitura do Recife presta aos trabalhadores no dia 1º de Maio. A partir das 18h30 acontece o tradicional Concerto do Trabalhador com a Orquestra Sinfônica do Recife, regida pelo maestro Osman Gioia, que este ano, divide o palco com os convidados: grupo Pau Brasil e a cantora Mônica Salmaso. A expectativa é que cerca de duas mil pessoas assistam ao concerto.

No repertório, dois grandes ícones da música brasileira: Chico Buarque e Heitor Villa-Lobos. Algumas canções são orquestrações baseadas no CD, Noites de Gala, Samba na Rua, só com músicas de Chico Buarque, gravado ao lado do grupo Pau Brasil. O programa contempla diversas fases do autor: de seu início de carreira, “Deus lhe Pague” e o maxixe “Bom tempo”; da década de 70, período em que as canções de Chico tornaram-se emblemas contra a ditadura, “Construção”; dos anos 80, quando Chico incorporou definitivamente a condição de unanimidade nacional, entram “Bye Bye Brasil”, “A volta do Malandro”, “Beatriz”, “Ciranda da bailarina” e “O velho Francisco”. Homenageando Villa-Lobos, serão executadas duas de suas mais conhecidas criações: a Ária das Bachianas Brasileira nº 4, também conhecida como “Caicó”, e a maravilhosa canção “Melodia Sentimental”.

Convidados - O grupo Pau Brasil surgiu no ano de 1979, em São Paulo e tornou-se referência da música instrumental brasileira por sua qualidade e pioneirismo na absorção e expressão da linguagem musical do Brasil. É formado por Nelson Ayres (piano), Paulo Bellinati (violão e cavaquinho), Teco Cardoso (sax e flauta), Ricardo Mosca (bateria e percussão) e Rodolfo Stroeter (baixo e produção do álbum). Sua proposta original é a criação de um repertório visceralmente brasileiro, embora utilize-se das mais diversas influências, conforme preconizava Oswald de Andrade no seu Manifesto Pau Brasil. É uma música enérgica, cheia de surpresas, de um bom humor contagiante.

Mônica Salmaso começou sua carreira na peça O Concílio do Amor dirigida pelo premiado diretor Gabriel Villela em 1989. Em 1995, gravou o CD Afro-sambas, um duo de voz e violão arranjado e produzido pelo violonista Paulo Bellinati, contendo todos os afro-sambas compostos por Baden Powell e Vinícius de Moraes. Em seus trabalhos gravou composições de grandes nomes como Tom Jobim, Vinicius de Moraes, Chico Buarque e Arnaldo Antunes.

Matérias Relacionadas
- Alunos do curso de Cidade, Cultura e Cotidiano realizam visitas técnicas em vários pontos do Recife
- PCR divulga situação de projetos inscritos no SIC 2010
- Mamam promove oficina de cartaz lambe-lambe
- Frevo pode ser Patrimônio da Humanidade
- Pátio Sonoro traz muito rock nesta sexta-feira
- Trilha Sonora é tema de debate no Cine PE
- Prazo para propostas do Ciclo Junino termina nesta sexta (30)
- Secretarias se unem para divulgar os 50 anos do Movimento de Cultura Popular
- Biblioteca Popular de Afogados sedia VII Festim
- Cultura junina é mote para cursos oferecidos pela PCR no Sítio Trindade
- Teatros municipais com programação diversificada nesta semana
- Filme produzido por alunos da rede faz sucesso no Cine PE
- Filme encerra programação do Mês da Mulher
- Histórias de Além-Mar é atração do projeto Educação para o Teatro
- Museu de Arte Popular disponibiliza textos sobre temas abordados em debates
- Laetitia Sadier vem ao Recife para show solo
- Afoxé, samba e reggae na programação semanal da Terça Negra
- Prefeito do Recife prestigia abertura da 14ª edição do Cine PE
- Remédio para o tédio dominical no La Greca
- Alunos redescobrem o Recife em city tour promovido pela Fundação de Cultura


Enviar    Imprimir