Atalhos de navegação:

    Cultura     Thalma de Freitas surpreende público do Rec Beat Diário Oficial Agenda do Prefeito Fale conosco

 

RSS lista de noticias do grupo O que é isso?

Cultura

THALMA DE FREITAS SURPREENDE PÚBLICO DO REC BEAT
07:00 Quarta-feira, 9 de Março de 2011

Eduardo Maynard
Thalma
Thalma

Foliões que não conheciam o trabalho da atriz como cantora se encantam com a qualidade sonora

Por Gérsica Marques

Além de toda a beleza e carisma, a atriz, cantora e compositora, Thalma de Freitas, mostrou a qualidade do seu trabalho solo em show realizado no palco do Rec Beat nesta terça-feira (08). No final da apresentação, a artista convidou Gaby Amarantos para uma participação especial.

Pela primeira vez, a cantora fez show solo em Pernambuco. Ela explicou que já havia se apresentado outras vezes no Estado com a Orquestra Imperial e o Grupo Instituto com participações no Enquanto Isso na Sala da Justiça e no Rec Beat.

O repertório é composto por um misto de sons. Para descrever que Thalma, não segue um único ritmo, ela cita uma frase dita por um DJ internacional “o estilo matou o músico”. O show apresentado foi o “Asé”, com músicas inspiradas nesta palavra, que em Yorubá, dialeto africano, significa “nós realizamos” ou “assim seja”. As músicas autorais, que fizeram parte da apresentação, foram criadas a partir de estudos pessoais da artista para evocar a consciência lúcida e saudável, num exercício da capacidade de raciocínio e de entendimento do mundo e de si.

Dentre as pessoas que se surpreenderam com a qualidade do show da atriz, estavam a estudante Bárbara Pereira, 21, moradora de Olinda. “Adorei o som! O cabelo, o estilo dela é maravilhoso, mostram a personalidade dela. Demais!”, comentou.

A atriz, que canta desde a adolescência, no final do show, convidou a paraense Gaby Amarantos para cantarem “Como acontece a chuva”, música que faz parte do disco da convidada.

CARREIRA - Filha do pianista, arranjador, compositor e maestro Laércio de Freitas, lançou seu único CD solo, em 2004, com canções clássicas como Doce de coco (de Jacob do Bandolim e Hermínio Bello de Carvalho), Beija-me (Roberto Martins e Mário Rossi) e contemporâneas, como Tranqüilo (de Kassin) e Cordeiro de Nanã (Mateus e Dadinho).

Matérias Relacionadas
- Animação contagiante no encerramento do Carnaval no Marco Zero
- Orquestra Multicultural encerra Carnaval do Recife de forma apoteótica no Marco Zero
- Nádia Maia faz exaltação ao frevo no Polo de Jardim São Paulo
- Alceu Valença levanta o público no Marco Zero
- Última noite do Carnaval Multicultural do Recife termina com grandes shows
- Irreverência de João do Morro encerra Carnaval do Polo de Brasília Teimosa
- As Conxitas movimentaram o Polo das Fantasias
- Prefeito acompanha o encerramento do Carnaval Multicultural Recife no Marco Zero
- João da Costa visita polos descentralizados
- Festa carnavalesca com muito gingado de Mônica Feijó
- Mulheres são homenageadas no Carnaval do Recife
- Último dia do Rec Beat é marcado por mistura de ritmos
- Junio Barreto agita foliões no Pátio de São Pedro
- Academia da Berlinda anima ao som de muito merengue o Pátio de São Pedro
- Josildo Sá, João Donato e Léo Gandelman fazem show histórico no Polo das Fantasias
- Polo Recife Multicultural recebe desfile de agremiações campeãs
- Memória e resistência afro-brasileira na Noite dos Tambores Silenciosos
- Público aprova polo na Bomba do Hemetério
- Multiculturalidade anima o Festival Rec Beat
- João da Costa assiste a shows no Polo Descentralizado do Ibura


Enviar    Imprimir