Atalhos de navegação:

    Saúde     Prefeitura do Recife inicia combate às doenças negligenciadas Diário Oficial Agenda do Prefeito Fale conosco

 

RSS lista de noticias do grupo O que é isso?

Saúde

PREFEITURA DO RECIFE INICIA COMBATE ÀS DOENÇAS NEGLIGENCIADAS
19:14 Segunda-feira, 21 de Março de 2011

Ações serão desenvolvidas em dez escolas da Rede Municipal de Ensino

Por Tádzio Estevam

As doenças que comumente acometem populações com menor poder econômico, como hanseníase, filariose, esquistossomose e verminoses – chamadas de doenças negligenciadas – começam a ser combatidas pela Prefeitura do Recife, por meio das secretarias municipais de Saúde e Educação. As ações já estão sendo executadas e envolvem mais de cinco mil estudantes de dez escolas municipais. Por esse motivo, representantes da Organização Pan-Americana de Saúde (OPAS), Governo Federal e do Sabin Vaccine Institute (EUA) estão na Cidade para conhecer as atividades nas escolas.

O projeto é fruto de uma doação da fundação norte-americana Bill e Melinda Gates e intermediado pelo Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID). Ele envolve – além das secretarias e das instituições financeiras - a Opas, Ministério da Saúde, Instituto Materno Infantil de Pernambuco (Imip), Centro de Pesquisas Aggeu Magalhães e o Laboratório de Imunopatologia Keizu - Asami (Lika), vinculado à Universidade Federal de Pernambuco (UFPE). O aporte financeiro foi aprovado no final do ano passado e contará com recursos de U$ 580 mil que serão divididos igualitariamente para o tratamento em escolares dos municípios do Recife, Olinda e Jaboatão dos Guararapes.

Por causa do calendário escolar, a Prefeitura do Recife resolveu antecipar as ações mesmo sem contar com a verba que ainda será repassada pelo Banco. O resultado da primeira etapa, que terá a duração de dois anos, será concluída sem atropelos. Durante o período, os estudantes com idades entre seis e 14 anos serão examinados e, diante de resultados que indiquem contágio, receberão tratamento clínico. Se houver necessidade, os familiares também passarão pelo procedimento. É o caso da hanseníase. Mesmo não sendo considerada uma doença pediátrica, a identificação do problema numa criança configura a transmissão feita por um adulto que reside no mesmo endereço e que está ou não sendo tratado.

Com relação à moléstia, o objetivo do programa é aumentar a detecção e curar, no mínimo, 90% dos casos escolares, além de interromper a transmissão. Por isso, a intervenção consiste na triagem pelos agentes comunitários de saúde, com encaminhamento para a equipe de Saúde da Família.

Sobre a filariose, serão realizados três mil testes rápidos e buscas ativas nas residências dos alunos e vizinhos para a realização da hemoscopia – exame que consiste na coleta de sangue por meio de um furo no dedo. No que se refere às verminoses e à esquistossomose, os profissionais coletarão amostra de fezes de 350 alunos. Eles passarão por um tratamento coletivo e farão uma reavaliação a cada seis meses num período de dois anos.

Além do Brasil, mais quatro países serão atendidos pelo programa: México, Guatemala, Haiti e Guiana. Aqui no País, as cidades do Recife, Olinda e Jaboatão foram as únicas escolhidas pela alta prevalência de casos e o modelo aqui adotado servirá como referência para outros estados e para outros países que compõem a América Latina.

Miss Brasil – Para reforçar o combate às doenças negligenciadas, uma campanha será encabeçada pela Miss Brasil 2010, Débora Lyra, que virá ao Recife nesta terça-feira (22) para gravar imagens para a produção de um vídeo promocional sobre o impacto positivo do tratamento dessas doenças. Ela visitará a Escola Municipal Cícero Cordeiro, na comunidade Vila das Aeromoças (Ibura). Durante a visita, Débora Lyra conversará com alunos, professores e pessoas da comunidade.

Dados – Segundo as estatísticas levantadas pelo Sabin Vaccine Institute, as doenças negligenciadas afetam mais de 200 milhões de pessoas em toda a América Latina e Caribe. No mundo, o número ultrapassa a marca de R$ 1,4 bilhão de pessoas.

Relação das escolas participantes do programa: 

Escola Municipal Santo Amaro (Santo Amaro)
Escola Municipal Dos Coelhos (Coelhos)
Escola Municipal Professor José da Costa Porto (Ilha Joana Bezerra)
Escola Municipal Mário Melo (Campo Grande)
Escola Municipal São João Batista (Água Fria)
Escola Municipal Historiador Flávio Guerra (Guabiraba)
Escola Municipal Elisabeth Sales C. de Barros (Torrões)
Escola Municipal Jardim Uchoa (Areias)
Escola Municipal Vila Sésamo (COHAB)
Escola Municipal Cícero Franklim Cordeiro (Ibura)

Matérias Relacionadas
- Secretaria de Saúde lembra o Dia Mundial da Água
- Prefeitura do Recife celebra Dia Mundial da Água
- Programa Mãe Legal é lançado no Recife
- Unidade Professor Guilherme Abath promove curso sobre alimentos vivos
- PCR promove curso para gestantes da comunidade de Brasília Teimosa
- Secretaria de Saúde abre a 16ª Residência Terapêutica no Recife
- Prefeitura abre a 16ª Residência Terapêutica no Recife
- Mulheres de Brasília Teimosa são presenteadas com uma semana de serviços específicos
- População participa de atividades no Dia Mundial do Rim
- Dia Mundial do Rim é lembrado no Recife
- Secretário Estadual de Saúde elogia o camarote da PCR
- Folião responsável cuida da saúde durante o Carnaval
- Ouvidoria Municipal da Saúde atenderá aos cidadãos também durante a Folia de Momo
- Prefeitura do Recife vistoria as unidades temporárias de saúde para o Carnaval
- Saúde antecipa Folia de Momo com baile de máscaras
- Testagem rápida de HIV será ampliada no Carnaval Multicultural 2011
- Testagem rápida de HIV será ampliada no Carnaval Multicultural 2011
- Aeroporto Internacional dos Guararapes mobilizado contra a dengue nesta sexta (04)
- Diretoria de Gestão do Trabalho promove prévia carnavalesca para os servidores da Saúde
- Frevo animará primeira prévia carnavalesca do Centro de Vigilância Ambiental


Enviar    Imprimir