Atalhos de navegação:

    A Prefeitura     Prefeitura do Recife investe R$ 53 milhões na Operação Inverno 2011 Diário Oficial Agenda do Prefeito Fale conosco



RSS lista de noticias O que é isso?


A Prefeitura

PREFEITURA DO RECIFE INVESTE R$ 53 MILHÕES NA OPERAÇÃO INVERNO 2011
00:00 Terça-feira, 29 de Março de 2011

ARQUIVOS
AÇÕES DA CODECIR

Este ano, o programa receberá R$ 10 milhões a mais que o ano passado, e mobilizará cerca de mil pessoas

Na manhã desta terça-feira (29), o prefeito do Recife, João da Costa, lançou a Operação Inverno 2011, na Estrada do Bartolomeu, no bairro do Vasco da Gama, Zona Norte da cidade. O evento contou a participação do secretário Nacional de Defesa Civil, Humberto Viana. Em seguida, o gestor vistoriou a limpeza do Rio Morno, em Nova Descoberta. Este ano, a Operação Inverno terá investimentos na ordem de R$ 53 milhões, R$ 10 milhões a mais que o ano passado, e mobilizará cerca de mil pessoas, entre servidores municipais e parceiros externos, como a Codecipe, Corpo de Bombeiros, Exército Brasileiro e o Condepe/Fidem.

Com o lançamento, serão intensificadas as atividades contínuas e integradas de preparação da cidade para o período chuvoso. Entre os trabalhos que serão reforçados estão a varredura em áreas de risco, limpeza de canais e canaletas, ações educativas e serviços de manutenção. No Rio Morno, a ação de limpeza contará com dez funcionários, seis caminhões e uma escavadeira. Durante 30 dias, será realizada a remoção de detritos de vários trechos do rio para garantir o escoamento das águas e evitar transbordamentos. A mesma ação beneficiará, ao todo, 66 canais.

O trabalho desenvolvido pela Prefeitura do Recife, através do programa Guarda-chuva, resultou na redução de mais de sete mil pontos de risco na cidade, o que tornou mais segura a vida de quem mora nas áreas de morro. Desde a criação do programa até hoje, a Prefeitura investiu mais de R$ 395 milhões em ações de defesa civil permanente; urbanização, controle e fiscalização de áreas de risco; manutenção de escadarias e muros de arrimo; manutenção e retificação dos sistemas de micro e macrodrenagem. Este ano, a Prefeitura antecipou em dois meses o planejamento voltado à preparação da cidade para o período de chuvas, procurando definir com antecedência as prioridades e ações, reafirmando o caráter preventivo do trabalho desenvolvido pela gestão nessa área.

De janeiro até o dia 23 de março deste ano, foram registradas 2.240 ocorrências no Recife. Foram 1.095 solicitações de lona, 1.011 solicitações de vistorias, 93 deslizamentos de barreira e 23 árvores em risco. Foram registrados ainda danos em 12 residências e em seis muros. Neste mesmo período, a Codecir realizou 2.837 vistorias e colocou aproximadamente 207 mil m2 de lonas plásticas. Foram realizados ainda 1.516 atendimentos nas regionais. O telefone da Defesa Civil para atendimento à população é o 0800-081.3400.

Este ano, as ações de demolição e sinalização continuarão nos casos em que seja necessário. Todos os locais que tiverem imóveis demolidos por conta do risco receberão placas informando a proibição de construir e ocupar a área. Durante o período da Operação Inverno 2010, foram demolidas cerca de 80 casas. Por orientação do prefeito João da Costa, todos os locais correspondentes a esses imóveis foram sinalizados sobre os riscos.

O trabalho preventivo e permanente nos morros, por meio do Programa Guarda-Chuva, integra diversas secretarias e órgãos da Prefeitura do Recife. Participam das ações a Empresa de Urbanização do Recife (URB), o Instituto de Assistência Social e Cidadania (Iasc), a Guarda Municipal, a Companhia de Trânsito e Transporte (CTTU), a Secretaria de Saúde, Secretaria de Educação, Dircon, Secretaria de Direitos Humano, Secretaria de Serviços Públicos, Empresa de Manutenção e Limpeza Urbana (Emlurb) e a Coordenadoria de Orçamento Participativo e Participação Popular.

Varredura – A partir do dia 04 de abril, a Codecir inicia uma varredura preventiva nos pontos de risco das RPAs 2, 3, 4, 5 e 6, nas áreas de morro do Recife. As equipes técnicas serão compostas por engenheiro civil, assistente social, arquiteto, geólogo e psicólogo. A ação será realizada até o mês de maio e ajuda a detectar, antecipadamente, possíveis situações de risco, permitindo ao Município realizar ações mais efetivas. As vistorias serão realizadas nas localidades de Risco Alto e Risco Muito Alto monitoradas pela Codecir para identificar novos casos de possíveis deslizamentos.

Também serão realizados serviços de manutenção de escadarias, muros de arrimo e sistemas de drenagem, além das ações educativas junto à comunidade. Para ampliar a capacidade de atuação das equipes da Defesa Civil, servidores de outras secretarias e parceiros externos serão integrados à Operação Inverno, totalizando um contingente de cerca de mil pessoas mobilizadas. Eles participarão do trabalho de campo nas áreas de risco, na orientação à população e na realização das ações emergenciais de remoção e abrigamento.

Entre os parceiros externos que irão colaborar com a Defesa Civil do Recife, está o Exército Brasileiro que cedeu 60 soldados do seu contigente para atuarem durante a Operação Inverno. Eles passaram por uma série de capacitações com os agentes da Codecir em março. Foram palestras e treinamentos in loco, focando principalmente a colocação de lonas plásticas nas áreas de morro. Trinta deles já se integraram à equipe, distribuídos nas seis regionais da Codecir. Os outros completam o contingente a partir de maio.

Ações educativas – Nesta terça-feira (29), as equipes da Codecir, com o apoio de técnicos do programa Parceria nos Morros, iniciam as ações educativas nas áreas altas da cidade. O trabalho abrange ações porta-a-porta, orientações aos estudantes de escolas municipais e distribuição de cartilha. Nas publicações distribuídas pelos agentes, haverá orientações sobre a destinação correta da água utilizada na residência e do lixo, o que plantar e o que não plantar nas barreiras e o que fazer em caso de deslizamento de barreira.

A iniciativa realizada pela Codecir também será apresentada nos fóruns do Orçamento Participativo. Ainda serão usados carros de som para transmitir informações e mobilizar a comunidade. As ações começam, nesta terça-feira (29), na Escola Municipal Vicente Alves de Araújo, no Morro da Conceição, às 9h30, simultaneamente ao lançamento da Operação Inverno. As atividades educativas vão até maio.

Gel impermeabilizante – A Prefeitura ampliará a utilização do gel impermeabilizante nas áreas de risco da cidade, proporcionando um aumento na segurança das encostas. Este ano, o produto será aplicado em 40 mil m² e representa um investimento de R$ 1,1 milhão. Fabricado com base bio-óleo vegetal e polímero acrílico, o gel evita o solo ser degradado e protege-o da erosão. O produto também recompõe o solo já desprovido de vegetação e retém a umidade não permitindo a sua desfragmentação e o seu conseqüente deslizamento.

O material foi utilizado, ano passado, em caráter experimental, em 12 pontos do Ibura, o que totalizou a aplicação numa área de 1.500 m². Após um ano, os resultados foram considerados positivos, sendo constatado que as chuvas não causaram transtornos em nenhum dos locais onde foi aplicado. O produto representa economia significativa para o Município, já que pode ser utilizado em lugar da lona plástica e apresenta uma maior eficiência. O gel tem durabilidade de cinco anos, devendo ser feito um reforço anual, com a reaplicação de 20% do que foi utilizado anteriormente.

Dircon - Durante a Operação Inverno, a Diretoria de Controle Urbano do Recife (Dircon) vai atuar no apoio à relocação das famílias que estiverem em situação de risco, na interdição administrativa dos imóveis identificados pela Codecir como impróprios para a moradia e na demolição de construções irregulares identificadas pelas equipes. Ao todo, 70 profissionais estarão à disposição da Defesa Civil no período que vai até o fim do inverno na cidade.

Obras estruturadoras – Além do trabalho preventivo e emergencial durante o período de chuvas, a Prefeitura também procura garantir o andamento e a conclusão de obras estruturadoras consideradas fundamentais para a cidade. Atualmente, estão sendo realizadas 18 obras de pavimentação e drenagem, contando com um orçamento de R$ 9 milhões; 93 obras de contenção de encostas, totalizando R$ 23,4 milhões; e nove obras em áreas de morro através do Programa Viva o Morro, que conta com recursos dos governos Federal e Estadual, num total de R$ 3,2 milhões. Essas obras representam importantes investimentos na proteção das áreas de morro e minimizam os riscos para a população que habita esses locais.

Macrodrenagem (canais) - A Prefeitura do Recife iniciou, na primeira quinzena de março, o trabalho de limpeza dos 66 canais que cortam a cidade. O serviço já foi concluído nos sistemas Ibiporã e Realeza (ambos no Coque) e atualmente está em execução em mais oito redes de drenagem. Além da desobstrução dos canais da cidade, será promovida a limpeza em diversos pontos do Rio Morno para melhorar o escoamento na bacia da Zona Norte. Só para a limpeza de canais, o investimento é de R$ 3,3 milhões. O objetivo é concluir o trabalho em julho a fim de melhorar o fluxo das águas das chuvas e, por conseguinte, combater os alagamentos;

Microdrenagem (canaletas e galerias) - A manutenção da rede de canaletas e galerias acontece o ano inteiro. Contudo, o serviço ganha um reforço meses antes do inverno através de mutirões de limpeza da microdrenagem nas principais avenidas e ruas das seis regiões político-administrativas da cidade. As frentes de trabalho já atuaram nos bairros do Recife, Boa Vista, Santo Amaro, São José, Casa Amarela, Nova Descoberta, San Martin, Várzea, Afogados e Boa Viagem. Os mutirões devem continuar até agosto, quando o período chuvoso diminui. Para garantir o trabalho, a Prefeitura do Recife investirá pelo menos R$ 6,5 milhões em 2011.

Manutenção Escadarias e muros de arrimo – A meta da Operação Inverno deste ano é realizar o conserto de aproximadamente 100 escadarias e muros de arrimo. O trabalho garantirá mais segurança e acessibilidade aos moradores das áreas de morros. O investimento no serviço é superior a R$ 1,5 milhão.

Educação ambiental – As atitudes da população também são importantes para evitar situações de risco durante o inverno. Isso porque, muitos dos problemas vistos nas grandes cidades são causados por falta de cidadania. Pequenas ações como separar o lixo de forma correta e acondicioná-lo no local e dia correto muitas vezes fazem a diferença no inverno, evitando transbordamento de canais e canaletas. Pensando nisso, o programa Reaproveitar com Arte ensinará, a partir de segunda-feira (04), a população, através de oficinas de artesanato, a transformar garrafas PET e outros resíduos recicláveis em artigos decorativos ou brinquedos. Com isso, a equipe socioambiental busca passar a mensagem para as pessoas não jogarem lixo na rede de drenagem e vias públicas, ajudando a manter a cidade mais limpa e segura. O projeto trabalha neste ano em 17 comunidades que moram em áreas próximas de canais. A primeira será o Coque.

Assistência Social - O Instituto de Assistência Social e Cidadania do Recife (Iasc) tem um papel fundamental durante a Operação Inverno. Caberá ao órgão acolher as vítimas da chuva nos abrigos temporários instalados exclusivamente para esse período. Duas casas de acolhimento, nas áreas Norte e Sul da cidade, serão utilizadas, quando necessário, para abrigar os desalojados. Em casos de deslizamento de barreiras ou quando técnicos da Codecir identificarem a necessidade de retirada de famílias, elas serão encaminhadas para um desses locais. Se necessário, o Iasc também sensibilizará a sociedade para a arrecadação de donativos e a distribuição de materiais de primeira necessidade aos desabrigados.

Saúde - Mais de 400 profissionais, ligadas a Secretaria de Saúde, participarão da Operação Inverno 2011. Eles ajudarão os técnicos da Codecir no apoio aos desabrigados, na notificação de famílias sob risco para saírem de suas moradias em caso de chuvas fortes, sensibilização das famílias para a retirada imediata até chegada da defesa civil e no acionamento do Samu para atendimento nas áreas de risco.

Já os distritos sanitários ficarão responsáveis por ampliar a capacidade de atendimento às emergências (dia e noite), durante os períodos de chuvas concentradas, informados pela Codecir; repassar informações aos usuários das unidades sobre os cuidados e riscos á saúde durante o período de chuvas intensas; disponibilizar vacinação para atender aos participantes da Defesa Civil; além de viaturas para apoio às Estações da Codecir.

Matérias Relacionadas
- Mulheres refazem os caminhos do Recife
- Escola de Gestão inscreve servidores para turmas de abril
- Programa da Prefeitura do Recife ganha reconhecimento internacional
- Prefeito João da Costa lança Operação Inverno 2011
- Conselheiras e delegadas do OP participam de encontro feminista em Brasília
- Instituições recebem doações arrecadadas pelo Bloco Nem com Uma Flor
- Encontro discute a violência contra a mulher
- Jovens e crianças demonstram disposição na Corrida das Pontes
- Prefeito prestigia a Corrida das Pontes
- Programação - Parque Dona Lindu
- Quenianos vencem Corrida das Pontes pelo 4º ano consecutivo
- Prefeito João da Costa anuncia conquista de prêmio internacional
- João da Costa inaugura Galeria de Arte e Teatro do Parque Dona Lindu
- Corrida das Pontes reúne mais de 5 mil atletas neste domingo
- Prefeito do Recife prestigia Corrida das Pontes neste domingo
- Prefeito João da Costa anuncia conquista de prêmio internacional
- Artes Cênicas
- Show
- Prefeito João da Costa inaugura equipamentos culturais do Parque Dona Lindu
- HOMENAGEADO DOS EQUIPAMENTOS CULTURAIS


Enviar    Imprimir