Atalhos de navegação:

    Cultura     11º Festival Pernambuco em Dança começa nesta segunda (26) Diário Oficial Agenda do Prefeito Fale conosco

 

RSS lista de noticias do grupo O que é isso?

Cultura

11º FESTIVAL PERNAMBUCO EM DANÇA COMEÇA NESTA SEGUNDA (26)
17:44 Quinta-feira, 22 de Setembro de 2011

Neste ano, o projeto homenageia a bailarina e produtora Cecília Brennand

O 11º Festival Pernambuco em Dança começa, nesta segunda-feira (26), às 19h, na quadra do Colégio Jordão Emerenciano, na UR-2, Ibura. A iniciativa tem o objetivo de promover, valorizar, estimular e divulgar todos os segmentos da dança do estado de Pernambuco, além de reunir, em um só espetáculo, escolas, academias, companhias e grupos amadores/profissionais de dança. O intuito ainda é reunir diversos estilos de dança, que atribuirão uma maior visibilidade à cadeia produtiva da dança, valorizando os profissionais da área e formando plateias. O evento, que é gratuito, segue até o dia 02 de outubro e ainda passará pela Quadra Poliesportiva do Alto José Bonifácio e o Teatro do Nascedouro de Peixinhos.

A 11ª edição do Festival tem coordenação geral de Fred Salim e coordenação de produção de Dani Bastos. O evento possui o incentivo do SIC Municipal, por meio do apoio cultural do Hospital Santa Joana, com captação de Patrícia Azevedo. A iniciativa conta ainda com o apoio da Fundação de Cultura/Prefeitura do Recife, além da Água Mineral Santa Clara, Tom Produções e Capezzio. Segundo o coordenador geral do Festival, Fred Salim, organizar o Pernambuco em Dança é a cada ano um novo desafio. “Queremos sempre levar o que há melhor na dança em Pernambuco para o público. Graças ao trabalho da nossa equipe competente e ao apoio dos nossos parceiros conseguimos todos os anos realizar essa missão com muito êxito”.

O projeto homenageia a bailarina e produtora, Cecília Brennand, como também o espetáculo Lua Cambará, que é de sua autoria. Com o Diploma Construtores da Dança em Pernambuco será homenageada a bailarina sergipana, Lú Spinelli, pelos seus 40 anos dedicados ao ensino da dança contemporânea na Região Nordeste, além da homenagem aos 14 anos do Grupo Magê Molê. O Studio de Danças, o Ballet Maysa, o Ária Ballet e o Ballet Gonzalez serão homenageados pela dedicação e valorização da formação de novos bailarinos em Pernambuco.

Outros homenageados são: Paula Azevedo, que, durante cinco anos, participou da coordenação artística do Pernambuco em Dança; assim como a CRIART Cia de Dança, que praticamente surgiu e se divulgou para o mundo no evento. A homenagem se estende ao Grupo Matulão, que surgiu da Quadrilha Junina Raio de Sol, na comunidade de Águas Compridas e que, atualmente, já circula nos principais festivais de dança do Brasil.

Para Dani Bastos, coordenadora de produção, na iniciativa, todos são guiados pelo intuito de promover a democratização da arte da dança para diferentes públicos, principalmente, o morador das comunidades localizadas na periferia do Recife. “Iremos apresentar trechos de diversos espetáculos (cerca de 20 coreografias por noite) e todos os dias, a plateia poderá conferir a apresentação de um espetáculo inteiro”, pontua.

Ficha técnica:
Coordenação geral - Fred Salim
Coordenação artística - Fred Salim
Coordenação de produção - Dani Bastos
Coordenação de palco – Eduardo Autran
Assistente de produção – Mônica, Santana, Tenily Sales
Projeto gráfico - Lúcia Rodrigues
Registro fotográfico – Alcides Ferraz
Assessor de Comunicação – Gianfrancesco Mello
Realização – Fred Salim, Dani Bastos, da Terreiro da Tradição

Cronograma do Festival Pernambuco em Dança 2011:
26 e 27 de setembro de 2011 - 19h - Quadra do Colégio Jordão Emerenciano – UR-2, Ibura.

28 e 29 de setembro de 2011 - 19h - Quadra Poliesportiva do Alto José Bonifácio.

30 de setembro, 01 e 02 de outubro de 2011 - 19h - Teatro do Nascedouro de Peixinhos.

História – O Pernambuco em Dança surgiu a partir do Dia Internacional da Dança, que começou a ser comemorado em 2001 por causa de uma lacuna que existia há mais de 15 anos na dança do Recife. Isso porque foram extintos o Ciclo de Dança do Recife e o Projeto Estação Dançar. Essas realizações tinham uma filosofia completamente diferente dos festivais de dança existentes no Estado, pois, além de não serem competitivas, os bailarinos não pagavam taxa de inscrição para sua participação. A ideia surgiu do delegado do Conselho Brasileiro da Dança em Pernambuco, Fred Salim, com o apoio dos bailarinos pernambucanos, Marcelo Pereira, Mariza Queiroga, Heloisa Duque e Mika Silva.

Depois de 2003, com o aumento dos dias das apresentações, a equipe foi naturalmente dissolvida pelo cotidiano de cada um. E, no Teatro do Parque, surgiu o I Festival de Dança do CBDD, que já acontecia no Rio de Janeiro. Dando continuidade ao projeto, devido ao crescimento da dança e dos dias de programação, foi criado um evento com um nome próprio para diferenciar dos demais festivais de dança no estado de Pernambuco. Deu-se, portanto, mais ênfase aos grupos de comunidades e de projetos sociais, escolas, academias, grupos amadores e profissionais. Surge, então, o Pernambuco em Dança, no qual a bailarina, Paula Azevedo, foi chamada para fazer parte da curadoria.

Matérias Relacionadas
- Casa do Carnaval recebe mestra da cultura popular nesta sexta-feira (23)
- Pátio Sonoro abriga mais uma prévia do festival No Ar Coquetel Molotov
- Teatro é opção de diversão para o fim de semana
- Exposição Estruturas de Convivência continua em cartaz na Galeria Janete Costa
- Casa do Carnaval abre inscrições para o curso de Técnica Vocal
- Hip hop, coco e afoxé animam a Terça Negra do pátio
- Cinema Apolo exibe o filme brasileiro “Todo mundo tem problemas sexuais”
- Chega ao fim a décima edição do SPA das Artes
- Artistas plásticos e gestores se reúnem para o Saldão do SPA
- Sítio Trindade apresenta peça infantil e exposição neste domingo (18)
- Artista Thaíse Nardim aguça os sentidos com ação Jogos de re-ver Recife
- Sítio Trindade apresenta peça infantil e exposição neste domingo (18)
- Festival No Ar Coquetel Molotov dá a partida com prévias no Pátio Sonoro
- Teatros municipais têm boas opções para o fim de semana
- Inaugurações marcam o quinto dia do SPA das Artes
- Obras de artistas pernambucanos estão em exposição na Galeria Janete Costa
- SPA das Artes leva arte contemporânea para o Pátio de São Pedro
- SPA das Artes: Márcio Shima apresentou performances no Parque Dona Lindu
- Mamam abriga exposições de Daniel Santiago, Anthony MCcall e Suely Ronik
- Museu de Arte Popular promove debate sobre o feminino na literatura de cordel


Enviar    Imprimir