Atalhos de navegação:

    Educação, Esporte e Lazer     Escola para Pais promove mais dois encontros com beneficiários do Bolsa Escola Diário Oficial Agenda do Prefeito Fale conosco

 

RSS lista de noticias do grupo O que é isso?

Educação, Esporte e Lazer

ESCOLA PARA PAIS PROMOVE MAIS DOIS ENCONTROS COM BENEFICIÁRIOS DO BOLSA ESCOLA
00:00 Sexta-feira, 25 de Novembro de 2011

Carlos Augusto
50 crianças e adolescentes participaram
50 crianças e adolescentes participaram

Na ocasião, os pais de alunos vítimas de violência puderam conhecer o Programa da Central do Depoimento Acolhedor, do TJPE, aplicado em sete estados do País

Por Thayse Medeiros

A Prefeitura do Recife, por meio da Secretaria de Educação, Esporte e Lazer, realizou na tarde desta sexta-feira (25) mais um encontro do ciclo de palestras do “Escola para Pais”, direcionado a beneficiários do Programa Bolsa Escola Municipal (PBEM). Na ocasião, 50 crianças e adolescentes beneficiários do PBEM, alunos da Escola Municipal Paulo VI, que fica no Bairro da Linha do Tiro (RPA-02), se reuniram no Centro de Formação de Educadores Professor Paulo Freire, localizado no Bairro da Madalena, para assistir a um vídeo e trabalhar a temática das drogas. Na última quarta-feira (23), os convidados foram os pais desses alunos, que compareceram ao Auditório Oscar Pereira, na 3ª Vara da Infância e da Juventude, localizado no Bairro da Boa Vista, que foram apresentados ao Programa da Central do Depoimento Acolhedor, do TJPE.

Na reunião desta sexta, o combate ao uso de drogas foi retratado em slides, vídeos e em materiais didáticos, servindo como base para uma melhor compreensão da temática. Eles assistiram ao vídeo “Florisbela e o Bê-a-Bá dos Bons Tratos” e, logo após a apresentação, foram divididos em três grupos, cada um ficando encarregado de produzir uma música, um esquete teatral e um desenho sobre o assunto. O Ciclo, desenvolvido pelo Programa Escola que Protege, da Seel, tem atraído jovens interessados no assunto como o percussionista A. de Lima, 14 anos: “Eu estudo percussão desde quando vi uns amigos tendo aula em uma das escolas municipais do meu bairro, há mais de três anos. Atualmente tenho aulas nas Escolas Nadir Colaço e na Renato Acioly”, comenta o aluno que teve sua vida modificada graças ao trabalho de conscientização e acolhimento promovido pelos encontros.

Na palestra da quarta-feira (23), os pais foram esclarecidos sobre a importância do Programa Depoimento Acolhedor, do Tribunal de Justiça de Pernambuco (TJPE), que treina profissionais para entrevistar crianças e adolescentes vítimas ou testemunhas de atos de violência. “No prédio do Centro de Integração da Criança e do Adolescente (CICA) há uma sala de entrevistas que permite às autoridades o registro dos testemunhos dessas crianças sem que elas se sintam invadidas durante o processo”, explica Maria das Graças Lago, assistente social e coordenadora do Programa. Segundo ela, esse método permite também que as declarações prestadas fiquem arquivadas, visando que a criança não seja submetida a repetitivos processos de entrevistas pelas autoridades do jurídico. A técnica é utilizada em mais seis estados do País, além de Pernambuco.

As palestras do “Escola para Pais” estão sendo realizadas desde o mês de agosto deste ano em uma parceria da PCR com o Centro de Referência Interprofissional na Atenção a Crianças e Adolescentes Vítimas de Violência da Capital, da 1ª Vara dos Crimes Contra a Criança e o Adolescente. Os encontros já reuniram, em oito ocasiões, cerca de 400 famílias em situação de vulnerabilidade social, atendidas pela Rede de Proteção e pelo Programa Bolsa Escola Municipal. No próximo mês de dezembro, alunos e pais de alunos da Escola Municipal Professor Nilo Pereira, localizada no Bairro de Casa Amarela, serão beneficiados.

O nosso objetivo não é somente receber os casos de violência, mas também fazer o acompanhamento psicossocial das famílias, sobretudo dos jovens, e principalmente promover a inserção social das vítimas, trabalhando suas competências e vocações, como no caso de A. de Lima”, ressalta Luíza Albuquerque, coordenadora do Escola Que Protege.

Matérias Relacionadas
- Prefeitura capacita gestores para o combate ao racismo institucional
- Estudantes da Rede expõem no Centro Paulo Freire
- Prefeitura apresenta projeto de CMEI à comunidade da UR-5
- Prefeitura promove mais um ciclo de Palestras do “Escola para Pais”
- Beneficiárias do Bolsa Escola Municipal participam de passeio pelo Capibaribe
- Prefeitura apresenta às comunidades os projetos dos próximos Cemeis
- Programa Escola Legal beneficiará escolas públicas do Recife
- Mães beneficiárias do Bolsa Escola Municipal participam de aula-passeio no Rio Capibaribe
- Prefeitura e TJPE implantam projeto Escola Legal na rede municipal de ensino
- VII Caminhada das Escolas Municipais pela Igualdade Racial arrasta multidão no Recife
- Secretária de Educação participa de encerramento do curso de Jogos Didáticos
- Prefeitura divulga normas para realização de matrículas em 2012
- Centro Paulo Freire sedia I Fórum de Educação Integral em Pernambuco
- Estudantes da Comundade do Pilar assistem peça sobre Violência contra a Mulher
- Alunos de escolas municipais ganham concurso e têm trabalhos expostos em ônibus
- Conselheiros municipais de educação participam de encontro em Palmas, no Tocantins
- Orquestra Sinfônica do Recife realiza Concerto Didático para beneficiários do Bolsa Escola Municipal
- Conselheiros Escolares receberam capacitação no Centro Paulo Freire
- Estudantes da Rede Municipal dão aula de sustentabilidade
- Unidades de Ensino apresentam experiências do Programa Escolas Sustentáveis


Enviar    Imprimir