Atalhos de navegação:

    Educação, Esporte e Lazer     Secretaria de Educação doa materiais para Hospital do Câncer e trapeiros Diário Oficial Agenda do Prefeito Fale conosco

 

RSS lista de noticias do grupo O que é isso?

Educação, Esporte e Lazer

SECRETARIA DE EDUCAÇÃO DOA MATERIAIS PARA HOSPITAL DO CÂNCER E TRAPEIROS
14:38 Domingo, 22 de Janeiro de 2012

Dando continuidade à preparação para a volta às aulas nas escolas da Rede Municipal de Ensino, a Secretaria de Educação, Esporte e Lazer (Seel) está recolhendo materiais inservíveis – também chamados de entulhos – de todas as unidades de ensino. Bancas, cadeiras, armários, impressoras e notebooks obsoletos são alguns dos objetos que vêm sendo removidos e doados para o Hospital do Câncer e Associação  dos Trapeiros de Emaús.

 De acordo com o responsável pela remoção, o gerente de Patrimônio da Seel, Ricardo Reguengo, a ação possui vários objetivos. “São materiais que não estão mais sendo utilizados nas escolas e que não têm mais conserto. Com a remoção, evitamos acidentes com os estudantes, além de impedir a proliferação de pragas”, fala o gerente. A remoção possui, ainda, uma finalidade solidária: todos os materiais que são feitos de madeira, a exemplo de carteiras, birôs, e que estão sendo repostos pela Seel, são doados para o Hospital do Câncer de Pernambuco (HCP). Já os materiais elétricos e eletrônicos são encaminhados para a Trapeiros de Emaús para serem reaproveitados ou reciclados.

 Segundo o gerente de Patrimônio do HCP, João de Almeida, parte do material é recuperado e alocado no Hospital. O restante dos objetos são reciclados e o dinheiro obtido com a venda desse material é utilizado para aquisição de equipamentos e medicamentos para a instituição. “Todas as doações são bem-vindas, já que 95% da verba do Hospital vem dos donativos”, explica o gerente.

 “Esta ação, além de ajudar as instituições e ONGs, faz parte da política de sustentabilidade da Prefeitura do Recife. Os materiais não têm mais utilidade nas escolas e como nós estamos modernizando as unidades educacionais, nada mais justo do que doá-los a quem pode se servir deles”, explica a secretária de Educação, Esporte e Lazer, Ivone Caetano. De acordo com a gestora, como o Ano Letivo vai discutir sustentabilidade, as doações já servem de exemplo para ser trabalhado em sala de aula.

 A Associação dos Trapeiros de Emaús, localizada no Bairro de Beberibe, que recebe as doações dos eletroeletrônicos, recupera o material e o coloca à venda no “Bazar Popular”, que acontece todas as quintas-feiras e sábados, na própria comunidade. Já os objetos que não servem para reforma são reciclados. Com a verba arrecadada, a instituição mantém cursos profissionalizantes – montagem e manutenção de micro, eletricidade civil industrial, mecânica e refrigeração e eletrônica industrial - para a comunidade.

 Desde o início da parceria, em novembro de 2011, 200 monitores, 300 gabinetes (CPUs) e 50 estabilizadores já foram entregues aos Trapeiros. A secretária da instituição, Fernanda Vasconcelos, agradece as doações. “Não só a associação agradece, mas o meio ambiente também. Eletroeletrônicos não podem ser descartados de qualquer forma na natureza”, ensina.

 Alguns objetos recolhidos servem, ainda, de material de aprendizado para estudantes de escolas profissionalizantes da Rede Municipal. Em 2011, a Escola Profissional Professor Moacir de Melo Rêgo, situada no Bairro do Vasco da Gama, recebeu 30 armários de aço para serem usados no curso de Caldeiraria. O armário é desmontado e cortado e chapas de aço são utilizadas nas aulas. “É uma economia para a escola, já que as chapas de aço são essenciais para o aprendizado no curso. Com o dinheiro que foi economizado, compramos um ferro de solda riscado, que também está sendo utilizado pelos alunos”, aprova o dirigente da unidade educacional, Irapoã Francisco. 

 Até agora, cerca de 140 escolas da Rede já tiveram seus materiais inservíveis coletados. A previsão é que até o início do ano letivo 2012 (1º/02), todas as unidades já tenham retirado o restante dessas peças do ambiente escolar. Após a remoção, todas as unidades educacionais são submetidas à desratização, desinsetização e descorpionização por técnicos da Vigilância Sanitária da Secretaria de Saúde do Município.

 Serviço: Doações ao Hospital do Câncer devem ser feitas através do telefone (81) 3271-8025  e para empresas públicas no (81) 8750-5614.  Já para entrar em contato com os Trapeiros de Emaús, o  telefone é o 3451-2247 e o site www.emausrecife.org.br.

Matérias Relacionadas
- Seel capacita merendeiras da Rede Municipal
- Educadores e gestores da Seel fazem capacitação no Projeto Uerê
- Prefeitura prorroga o prazo de matrículas para o ano letivo de 2012
- Escola de Verão desenvolve saberes dos estudantes do Recife
- Inscrições para as 12 mil vagas em cursos profissionalizantes no Recife terminam nesta terça
- Secretaria de Educação divulga as novidades do Calendário do Ano Letivo 2012
- Férias: descanso para os pais, atividades para os estudantes
- Inscrições para cursos profissionalizantes da PCR começam hoje
- Secretárias municipais apresentam Balanço da Gestão para servidores da Educação
- Escolas
- Prefeitura do Recife abre 12 mil vagas em cursos profissionalizantes
- Secretaria de Educação prepara escolas municipais para volta às aulas
- Concurso para Professor I e ADI é neste domingo
- Concurso para professor municipal do Recife já tem 24 mil inscritos
- Secretaria de Educação inicia 2012 com formação para professores
- Servidores de escolas profissionalizantes fazem festa de confraternização
- Estudantes da Escola Córrego da Bica passam mais uma “Noite na Biblioteca”
- Alunos da Escola Córrego da Bica passam uma noite na biblioteca
- PCR assina convênio para aquisição de copiadoras multifuncionais para escolas municipais
- Estudantes recebem Menção Honrosa de Olimpíada de Matemática


Enviar    Imprimir