Atalhos de navegação:

    Cultura     Clemmens Krauss apresenta exposição autobiográfica no Mamam no Pátio Diário Oficial Agenda do Prefeito Fale conosco

 

RSS lista de noticias do grupo O que é isso?

Cultura

CLEMMENS KRAUSS APRESENTA EXPOSIÇÃO AUTOBIOGRÁFICA NO MAMAM NO PÁTIO
13:57 Quarta-feira, 1 de Fevereiro de 2012

O artista evoca o caráter fragmentado de recordações em vídeos e fotografias

O artista austríaco Clemens Krauss apresenta a partir desta sexta-feira (03), no Mamam no Pátio, o projeto “Clemens”, uma viagem autobiográfica que evoca o caráter fragmentado das recordações, abordando as relações entre identidade, sociedade e experiências pessoais. O projeto consiste na realização de um filme como registro do processo do artista em busca de um jovem homônimo, atualmente com 14 anos de idade. A abertura da mostra acontece, às 18h, no Mamam do Pátio, equipamento cultural da Prefeitura do Recife. O espaço dedicado às artes visuais fica na casa nº 17, no Pátio de São Pedro, Bairro do Recife. O acesso é gratuito.

A exposição “Clemens” conta ainda com a série de fotografias ‘Look-alikes’ (‘Parecidos’) e três outros vídeos. A curadoria é da brasileira radicada na Alemanha, Tereza de Arruda, que já realizou outras grandes exposições com Krauss no Brasil. A mostra segue em cartaz até 30 de março.

Antes de seu estudo de artes plásticas, Clemens Krauss estudou medicina. Durante intercâmbio no Recife, Clemens atuou na Maternidade da Encruzilhada, em 1997, quando realizou o parto de um menino que foi batizado com o seu nome - “Clemens”. Depois da saída da mãe e da criança da maternidade, perdeu-se o contato entre a família brasileira e o jovem médico Clemens Krauss, que retornou à Europa.

Neste meio tempo, Clemens Krauss abandonou a medicina, estudou artes plásticas e se tornou um dos maiores expoentes da arte contemporânea vivendo há anos em Berlim. Em sua carreira destacam-se mostras individuais em renomadas instituições na Europa, Ásia, Austrália e Brasil. Parte de sua obra pertence a diversos acervos de museus internacionais.

Depois de um ano buscando algum contato do menino ou de sua família nas redes sociais, o artista Clemens Krauss finalmente o encontrou. Em sua volta ao Recife em janeiro em 2012, o reencontro entre os dois Clemens aconteceu. A leitura deste processo autobiográfico através das artes visuais pode ser visto no Mamam no Pátio, de segunda a sexta-feira, das 9h às 17h.

TRAJETÓRIA - Clemens Krauss estudou Belas Artes em Berlim e Londres. O artista tem apresentado as suas obras, entre performances, vídeos, fotografias e pinturas, em numerosas exposições individuais e coletivas internacionalmente. Ele realizou instalações site-specific e exposições em espaços tanto institucionais, como comerciais, tais como o Schirn Kunsthalle Frankfurt/Main, SMAK – Stedelijk Museum for Actual Art Gent, Artspace Visual Arts Center Sydney, Heidelberger Kunstverein, Museu Paço das Artes São Paulo, Kunstverein Augsburg, Berlin’s Museum of Modern Art, Museu de Arte Moderna Rio de Janeiro, SESC São Paulo, Haus am Waldsee Berlin, Art Gallery of New South Wales Sydney, MOCA – Museum of Contemporary Art Los Angeles. Intercâmbios e residências levaram-no em 2008 para Tokio (Austrian Governmental Foreign Exchange – Intercâmbio Governamental Austríaco), em 2009 como um pesquisador estudante para o Sydney College of the Arts e em 2011 ao National Art School em Sydney.


OBRAS - série de fotografias ‘Look-alikes’ (‘Parecidos’): Entre 2005 e 2008, durante suas viagens ao redor do mundo, Clemens Krauss tirou fotos de pessoas aleatórias, que em sua percepção se pareciam umas com as outras. A série revela a ideia de identidade e diferença, singularidades e semelhanças, mas também, seguindo a visão do artista, uma abordagem humorística das aparências externas.

O trabalho What remains of the irrational? (O que restou do irracional?) muda a perspectiva para lidar com a percepção social. Clemens Krauss tinha peritos da policia de Graz (Áustria) para criar retratos falados de si mesmo de acordo com as descrições dadas por seus pais e seus dois irmãos. Assim, Krauss se concentra na sua origem e em como ele é percebido pelos membros de sua família contra o pano de fundo da migração de um artista-nômade e, assim, tematiza a questão da ausência. Na sua cidade natal, visitada apenas ocasionalmente, Krauss existe como uma espécie de fantasma.

No vídeo ‘Elternhaus’ (‘Parental Home’/ ‘Casa dos Pais’) Clemens Krauss dirige uma câmera endoscópica, com 15 metros de comprimento de fio, através de pequenos buracos dos pavimentos da casa em quem ele cresceu na Áustria, deixando-a gravar andar por andar, até chegar ao porão, e esse processo é repetido. Em um esforço para chegar ao mais íntimo do coração de sua formação pessoal, Krauss concede o edifício como um corpo que deve ser examinado com a ajuda de uma intervenção cirúrgica.

‘ER’ (‘He’/ ‘Ele’): Quando adolescente, Clemens Krauss começou a filmar inúmeras quantidades de vídeos e imagens de arquivo – assim como fez o diretor alemão Benjamin Heisenberg (The Sleeper, 2005, The Robber, 2010) quando jovem. Em 2011, os amigos Krauss e Heisenberg reuniram esses materiais em vídeos e reeditaram para o curta “ER“. O filme conta a história ficcional de um jovem aparentemente psicopata, crescendo em um ambiente provinciano e paroquial, tentando, desesperadamente, diversos tipos de fuga. O texto é falado por uma voz gerada em computador.

SERVIÇO:
Exposição ‘Clemens’
Abertura: 03 de fevereiro (sexta), às 18h
Temporada de visitação: De 03 de fevereiro até 30 de março
Horário: de segunda a sexta, das 9h às 17h
Local: MAMAM no Pátio, Pátio de São Pedro, nº 17, São José
Acesso gratuito
Informações: 3355-6765/ 3355-6764

Matérias Relacionadas
- Campanha educativa de voltas às aulas reforça uso da faixa de pedestre
- Magia do frevo impressiona jornalistas da FIFA
- Bloco Nem Com Uma Flor já tem as homenageadas do Carnaval
- PCR realiza circuito Arquitetura e Paisagismo dos Anos 50
- Final do Pré AMP movimenta a Rua da Moeda
- Procon-Recife orienta sobre compras em oferta
- Prefeito João da Costa recebe convite para o bloco Siri na Lata
- Prefeitura do Recife promove evento sobre transparência e controle social
- Derlon expõe sua arte na Sala Nordeste
- PCR promove eleição do Rei e Rainha do Baile Municipal da Pessoa Idosa
- Secretaria da Mulher reúne delegadas do OP para debater o trabalho durante o Carnaval
- Prefeitura troca sete placas de concreto na Avenida Sul
- Credenciamento da imprensa para cobertura do Carnaval termina nesta terça (31)
- Procon-Recife orienta sobre cobrança de tarifas bancárias
- Bloco Nem Com Uma Flor escolhe homenageadas
- Prefeitura do Recife realiza abertura do Projeto Juventude de Terreiro
- III Conheça o Recife Pedalando teve participação de 400 ciclistas
- Terça Negra leva foliões ao Pátio de São Pedro
- PCR promove lançamento do Festival Itinerante de Direitos Humanos
- Secretária da Mulher do Recife participa do programa de Regina Casé


Enviar    Imprimir