Atalhos de navegação:

    Direitos Humanos e Segurança Cidadã     PCR entrega alimentos para representantes de terreiros Diário Oficial Agenda do Prefeito Fale conosco

 

RSS lista de noticias do grupo O que é isso?

Direitos Humanos e Segurança Cidadã

PCR ENTREGA ALIMENTOS PARA REPRESENTANTES DE TERREIROS
00:00 Terça-feira, 28 de Julho de 2009

Lú Streithorst
Atividade começou nesta segunda-feira
Atividade começou nesta segunda-feira

Arroz, açúcar, feijão, farinha, macarrão e leite são apenas alguns dos produtos que compõem os 22 kg de cada uma das 400 cestas de alimentos entregues aos representantes das comunidades de terreiros do Recife. A distribuição está sendo realizada por meio da Diretoria de Igualdade Racial da Secretaria Municipal de Direitos Humanos e Segurança Cidadã, na Casa dos Conselhos, na Boa Vista. Nesta terça-feira (28), cerca de 120 pessoas das Regiões Político Administrativas (RPAs) 3 e 4 receberão o benefício. A atividade começou nesta segunda-feira (27), quando a PCR atendeu aos 100 representantes das RPAs 1 e 2, e prosseguirá até a próxima quinta-feira (30), dia especifico para os retardatários.

A expectativa é que a partir da próxima etapa, realizada em agosto deste ano, a regularidade seja ampliada para uma vez ao mês e comece a experiência com proteção de proteína, incluindo charque e sardinha”, disse a diretora de Igualdade Racial da PCR, Rosilene Rodrigues. Para os beneficiários, uma ajuda muito bem-vinda. “Muitas das pessoas da comunidade estão abaixo da pobreza, então, procuramos fornecer meios, através de cursos e atividades culturais, que contribuam para o acesso delas ao mercado de trabalho. Esses alimentos são uma forma de incentivá-las a continuar freqüentando o nosso espaço e a lutar por uma qualidade de vida melhor”, opinou Dito de Osoosi, do terreiro Ylê Asé Ayrá Adyaosi, do Alto José do Pinho.

A ação de Distribuição de Alimentos a Grupos Populacionais Específicos nasceu em 2003, de um convênio entre o Ministério de Desenvolvimento Social de Combate à Fome em parceria com diversos órgãos e instituições como a Prefeitura do Recife e a Secretaria da Promoção de Políticas de Igualdade Racial (Seppir). O objetivo é atender, com cestas de alimentos, segmentos sociais em situação de insegurança alimentar e nutricional. Entre esses grupos estão: acampados que pleiteiam acesso ao Programa Nacional de Reforma Agrária, povos indígenas, comunidades quilombolas, de terreiros, marisqueiras e caranguejeiras.

No Recife, as 400 comunidades de terreiros beneficiadas começaram a ser cadastradas em 2007. “Focamos esse público primeiro porque não há quilombo rural na cidade e depois pelo fato de o povo indígena ainda não ter sido mapeado e nem identificado. Já o povo de terreiro está presente em outras ações municipais, inclusive antes desse trabalho”, explicou Rodrigues.

Veja, abaixo, a programação de distribuição das cestas alimentares:

- Terça-feira (28) – RPA 4 – à tarde;

- Quarta-feira (29) – RPA 5, pela manhã, e RPA 6 – à tarde;

- Quinta-feira (30) – retardatários.

Matérias Relacionadas
- PCR distribui cestas de alimentos na Casa dos Conselhos
- Secretária avalia resultados da Conferência de Segurança Pública
- PCR realiza Conferências Livres de Segurança Pública
- PCR realiza mais uma ação da campanha Recife sem Homofobia
- Encontro discute conscientização das mulheres de terreiro
- PCR homenageia o Dia Internacional da Mulher Negra Latino-americana e Caribenha
- Secretaria de Direitos Humanos participa de conferência
- PCR participa de reunião para 4ª Semana dos Direitos Humanos
- PCR realiza reunião para a 4ª Semana dos Direitos Humanos
- Secretária participa de seminário do Disque Denúncia Nacional
- Geraldão divulga Campanha Recife sem Homofobia
- Projeto Identidade Cidadã atende moradores de Linha do Tiro
- Seminário do Pronasci conta com a participação da Prefeitura
- Voluntários aplicam teste rápido de hepatite B e C
- Secretária de Direitos Humanos participa de Seminário do PRONASCI
- PCR adere à Marcha Mundial pela Paz e pela Não-Violência
- PCR realiza mais um encontro do Fórum de Envelhecimento Ativo
- Prefeitura discute mês da visibilidade lésbica
- Fórum de Envelhecimento Ativo debate a sexualidade dos sessentões
- Conferência Municipal da Criança e do Adolescente encerra nesta sexta


Enviar    Imprimir