Atalhos de navegação:

    A Prefeitura     João Paulo inaugura nova orla do Recife Diário Oficial Agenda do Prefeito Fale conosco



RSS lista de noticias O que é isso?


A Prefeitura

JOÃO PAULO INAUGURA NOVA ORLA DO RECIFE

Paulo Lopes
O prefeito caminhou do Pina à Boa Viagem
O prefeito caminhou do Pina à Boa Viagem
Paulo Lopes
João Paulo conferiu os resultados do projeto
João Paulo conferiu os resultados do projeto

Espaço democrático de lazer para toda a população e um dos principais pontos turísticos do Recife, a nova orla requalificada de Boa Viagem e do Pina foi inaugurada pelo prefeito João Paulo, na tarde desta segunda-feira (8). O prefeito, inclusive, fez questão de conferir o resultado do projeto, fazendo uma caminhada, do Pina, na altura do posto policial, até o Parque Dona Lindu, em Boa Viagem. As obras deixaram a paisagem do local ainda mais bonita, incluindo a implantação de piso confortável e com acessibilidade plena, iluminação totalmente nova, pista de cooper e a primeira ciclovia do Recife com faixa isolada. O investimento nesta etapa do Projeto Orla foi de R$ 21 milhões, com recursos próprios do Município.

O Projeto Orla tem como objetivo modernizar a infra-estrutura e valorizar ainda mais este cartão postal, que atrai milhares de pessoas de todos os bairros da cidade e encanta os turistas que a visitam. “Esta é uma das intervenções emblemáticas da nossa gestão. Ela faz parte de um contexto maior, uma visão da cidade que inclui o Parque Dona Lindu, a duplicação do viaduto Capitão Temudo, a inversão do trânsito, a retirada das palafitas de Brasília Teimosa e a recuperação do Parque das Esculturas de Francisco Brennand”, destacou o prefeito.

Outras obras para o local estão em fase de licitação, incluindo a requalificação de 61 quiosques, a construção de mais três banheiros e a reforma das quadras poliesportivas, com investimento previsto de R$ 4,5 milhões. “Esta orla é um espaço democrático, que atende a toda a população, acima de tudo, garantimos a inclusão social, dando acessibilidade às pessoas com deficiência”, afirmou João Paulo. Além de elevar a auto-estima da população e proporcionar mais conforto e lazer aos usuários, as intervenções vão desenvolver o turismo na cidade.

Iluminação - Segurança, estética e tecnologia. Estes foram os princípios que nortearam o novo projeto luminotécnico da orla. Os cerca de 250 antigos postes foram substituídos por 131 torres de iluminação, cada uma com 4 luminárias de 1000 W de potência. Além disso, 60 projetores foram acrescentados para iluminar a faixa de areia do Pina até o 3° Jardim de Boa Viagem. “São oito quilômetros de um sonho que virou realidade. Mantendo ilhas de conservação de pedras portuguesas, junto com os antigos postos salva-vidas, nós respeitamos o passado sem ter medo do futuro”, ressaltou o secretário de Serviços Públicos, Amaro João.

A nova tecnologia, além de assegurar mais luminosidade, emprega lâmpadas de vapor metálico, tipo de iluminação mais adequado para pontos turísticos, valorizando as cores e detalhes da paisagem. A luz branca proporciona ganho estético e mais segurança para as pessoas. O novo sistema de iluminação é mais econômico e reduz a poluição visual, já que a rede elétrica foi embutida e o número de torres diminuído. Os postes foram instalados a cada 60 metros.

Cores - Mais vida e cores para a beira-mar. Essa é a primeira impressão de quem passeia pelo novo calçadão da orla. O desenho do passeio privilegia as formas geométricas, tendo variações de tonalidades a cada mil metros (cinza escuro, cinza claro, amarelo e vermelho). O piso ainda tem maior durabilidade, resistência à abrasão, firmeza e melhor acabamento. Essas características possibilitam uma manutenção mais fácil e menos onerosa.

Acessibilidade - Esta é uma das principais prioridades do Projeto Orla, por isso várias medidas foram tomadas para facilitar o trânsito das pessoas com necessidades especiais e, assim, democratizar o acesso às praias da zona Sul. A mais relevante foi a substituição do piso do calçadão por tijolos intertravados (de encaixe), que atendem à Norma Brasileira de Acessibilidade (NBR-9050).

O novo calçadão ganhou pisos tácteis para facilitar a orientação dos deficientes visuais. Também foram implantadas 18 rampas para o acesso de cadeirantes. O projeto ainda relocou alguns obstáculos (bancos, telefones públicos e lixeiras) para áreas mais apropriadas. Os equipamentos, agora, estão posicionados de maneira mais uniforme, otimizando a circulação de todos.

Prática de esportes - O incentivo à prática esportiva foi outra ação do Projeto Orla, com a requalificação e remodelamento da pista de cooper à beira-mar. O equipamento possui 2 m de largura e é constituído por material intertravado na tonalidade vermelha, passando a ficar incorporado ao calçadão.

O Projeto Orla também beneficia os ciclistas e os trabalhadores que se deslocam de bicicleta entre a zona Sul e o Centro, já que implantou à beira-mar uma ciclovia com 8 km de extensão. O novo corredor ciclístico atende aos parâmetros técnicos cicloviários, com separação física do tráfego de automóveis, garantindo, assim, maior segurança para quem gosta de pedalar na zona Sul.

A Ciclovia Orla se soma a outras duas ciclofaixas (Centro e Tiradentes), e à ciclovia em construção na avenida Norte, totalizando 20 km de malha cicloviária no Recife. Com isso, a capital pernambucana se consolida como uma referência nacional no incentivo ao uso da bicicleta.

Estacionamento - Os estacionamentos foram projetados para não intervir na ciclovia nem na pista de cooper. Os espaços passaram por um reordenamento, favorecendo banhistas, áreas hoteleiras e quiosques de coco. O estacionamento agora disponibiliza vagas exclusivas para carga/descarga para abastecimento do comércio local, além de uma área de embarque e desembarque para ônibus de turismo.

A avenida Boa Viagem passa a oferecer 1.477 vagas de estacionamento, sendo 557 do lado da praia e 920 do lado esquerdo. Em frente aos prédios não há proibição de estacionamento, exceto nos locais onde já era proibido estacionar antes da reforma. Do lado da praia, o estacionamento só será permitido nas baias específicas. Os carros, que antes paravam a 45 graus, agora ficam em paralelo à calçada.

A avenida recebeu sinalização que identifica os locais onde não se pode estacionar. Nos trechos onde houver faixa de pedestre, os ciclistas serão alertados para a prioridade do pedestre. Ao todo, são 29 pontos de travessia na avenida. A Prefeitura iniciou a implantação de uma nova sinalização, com 80 placas, para identificar as ruas transversais à avenida, orientando turistas e moradores. Quem estiver se dirigindo à orla, pelas ruas transversais, também será beneficiado.

Matérias Relacionadas
- PCR instala passarela no Pina que integra o complexo Via Mangue
- Prefeitura inicia restauração do Parque das Esculturas de Brennand
- Marco Zero ganha placa em homenagem a Cícero Dias
- João Paulo entrega praça Oswaldo Cruz revitalizada
- Prefeito João Paulo entrega praça Oswaldo Cruz revitalizada
- Avenida Sul está interditada para obras
- Prefeito assina ordens de serviço para obras em quatro bairros
- João Paulo assina ordem de serviço para reforma de praças
- Programa Saneamento Para todos é tema de debate
- Prefeitura inicia obras de pavimentação na zona Sudoeste
- Prefeitura inicia obras nos bairros de Areias e Caçote
- João Paulo entrega quadra e anuncia obras de urbanização
- PCR investe R$ 322 mil em pavimentação no Poço da Panela
- Prefeitura inicia serviços de drenagem em segundo trecho da avenida Norte
- Prefeitura entrega praça reformada no Barro


Enviar    Imprimir