Atalhos de navegação:

    Cultura     Secretarias se unem para divulgar os 50 anos do Movimento de Cultura Popular Diário Oficial Agenda do Prefeito Fale conosco

 

RSS lista de noticias do grupo O que é isso?

Cultura

SECRETARIAS SE UNEM PARA DIVULGAR OS 50 ANOS DO MOVIMENTO DE CULTURA POPULAR
16:47 Quarta-feira, 28 de Abril de 2010

No próximo dia 13 de maio, o Movimento de Cultura Popular – MCP completa 50 anos de fundação. Durante todo o ano estão previstas ações para marcar esta data, através de reflexões sobre as práticas do MCP, registros de memória da época e de suas decorrências, além de ações lúdicas e formativas. As Secretarias de Cultura / Fundação de Cultura Cidade do Recife, Educação e Orçamento Participativo se uniram para compor um calendário de eventos que contempla toda a Cidade.

Na última terça-feira (27), à noite, o Sítio Trindade recebeu a primeira dessas ações planejadas em conjunto, uma reunião para a conceituação do MCP junto aos delegados do Orçamento Participativo, artistas, educadores e grupos culturais de toda a Cidade. O local escolhido funcionou como sede do Movimento durante toda a sua existência, de 1960 a 1964, quando tropas armadas invadiram o lugar, prenderam pessoas e queimaram todo o material didático encontrado.

Para esclarecer o assunto, foi convidada a educadora e doutoranda em Educação Kelma Beltrão, que discorreu sobre a importância do MCP para a formação do sistema de educação fundamental do Recife, a valorização das manifestações das culturas populares e o trabalho pioneiro que aliou alfabetização e conscientização das pessoas sobre seus direitos. Para Kelma, o MCP foi fundamental para a criação da estrutura do ensino básico descentralizado da Fundação Guararapes, transformada depois em rede de ensino municipal do Recife.

O contato com os intelectuais criadores do MCP e suas ideias revolucionárias foi fundamental para a criação de lideranças em todo o Recife. É o caso de Dona Maria Grande e Seu Biu, fundadores da comunidade do Alto do Refúgio, que montavam teatros de mamulengos como um projeto educativo levado para outras comunidades. Eu fui aluna dela e resgatei tudo o que ela me ensinou. Era muito lindo!, relembra Maria da Conceição Gomes, atuante no Clube de Mães do Alto do Refúgio, também conhecida como Maria Pequena.

O tema está sendo trabalhado com professores e alunos pela Secretaria de Educação durante todo o ano. Já a Secretaria de Cultura está preparando oficinas baseadas em várias linguagens culturais para resgatar a formação de comunidades e lideranças em todas as RPAs via Programa Multicultural. No Sítio Trindade também estão programados eventos e ações formativas durante todo o ano.

Matérias Relacionadas
- Biblioteca Popular de Afogados sedia VII Festim
- Cultura junina é mote para cursos oferecidos pela PCR no Sítio Trindade
- Teatros municipais com programação diversificada nesta semana
- Filme produzido por alunos da rede faz sucesso no Cine PE
- Filme encerra programação do Mês da Mulher
- Histórias de Além-Mar é atração do projeto Educação para o Teatro
- Museu de Arte Popular disponibiliza textos sobre temas abordados em debates
- Laetitia Sadier vem ao Recife para show solo
- Afoxé, samba e reggae na programação semanal da Terça Negra
- Prefeito do Recife prestigia abertura da 14ª edição do Cine PE
- Remédio para o tédio dominical no La Greca
- Alunos redescobrem o Recife em city tour promovido pela Fundação de Cultura
- Programa Multicultural divulga Chamada Pública para educadores
- Projetos do Centro Apolo Hermilo encerram inscrições próxima semana
- Filme de Martin Scorsese entra em cartaz no Cinema Apolo
- Palestra aborda a questão da fé no imaginário do povo nordestino
- Pernambuco em Dança é aberto no Parque e apresenta grupos nacionais
- Betty Faria estrela espetáculo no Santa Isabel
- Programação intensa movimenta o domingo no Murillo La Greca
- Domingo é dia de teatro infantil no Sítio Trindade


Enviar    Imprimir