Atalhos de navegação:

    Saúde     Consumidor deve estar atento ao contratar caminhão-pipa Diário Oficial Agenda do Prefeito Fale conosco



RSS lista de noticias O que é isso?




CONSUMIDOR DEVE ESTAR ATENTO AO CONTRATAR CAMINHÃO-PIPA

Contratar serviço de fornecimento de água potável requer atenção. As empresas de caminhão-pipa passam por um rígido controle de qualidade. Por esse motivo, os consumidores devem estar vigilantes e nunca esquecer de observar detalhes importantes, como o licenciamento da firma, a higiene do veículo e solicitar o teste de cloro do produto no momento da compra. Quem orienta é a Prefeitura do Recife, através da Vigilância Sanitária Municipal.

A primeira medida é verificar se o caminhão é credenciado pela Vigilância. Para isso, as pessoas podem solicitar uma cópia da licença sanitária. No rodapé do documento expedido pelo órgão municipal, consta o número das placas dos veículos foram inspecionados. “Antes de efetuar o descarregamento da água, deve-se pedir para ver a licença. Caso a placa do veículo não esteja incluída na lista informada no documento, o cliente deve rejeitar o produto”, orienta o gerente de Processos Sanitários da Vigilância Sanitária do Recife, Valmar Rios.

Além disso, deve-se pedir ao funcionário da empresa que seja realizado o teste de índice de cloro residual na água (que deve variar entre 0,2 e 0,5 parte por milhão/ppm). Toda empresa credenciada tem um kit que serve para efetuar o teste no momento da compra. “É importante que a pessoa observe se o caminhão-pipa está com todos os compartimentos fechados, pois qualquer orifício no carro pode servir como fonte de contaminação”, explica Valmar. Segundo ele, não se pode esquecer também de verificar a higiene do caminhão e se o funcionário está fardado com uniforme da empresa que presta o serviço.

Monitoramento – A Vigilância Sanitária monitora mensalmente as empresas de transporte e extração de água potável. Para isso, uma equipe de inspetores coleta o produto que está sendo fornecido e envia as amostras para análises microbiológicas no Laboratório Municipal de Saúde Pública do Recife. Nas fiscalizações, os técnicos verificam ainda as condições higiênico-sanitárias dos estabelecimentos. Os veículos também passam por uma inspeção. A Vigilância contabiliza 21 empresas transportadoras de água no município. Dessas, três estão interditadas atualmente por terem apresentado contaminação na água. “Os riscos de se contrair doenças relacionadas com a contaminação da água são grandes. Por isso, os cuidados na hora da compra têm de ser redobrados”, orienta Valmar. Doenças como diarréia e hepatite estão entre as mais comuns.

Para as pessoas que tiverem dúvida ou quiserem fazer alguma reclamação, a Prefeitura disponibiliza o telefone da Ouvidoria Municipal de Saúde (0800.281.1520). Entrando em contato com o serviço, o consumidor pode saber quais as empresas credenciadas e receber orientações sobre os cuidados. A Ouvidoria funciona de segunda a sexta, das 7h às 19h. A ligação é gratuita. Outra opção é acessar o Portal da Prefeitura, selecionar o bairro do Recife onde está instalada a empresa e a atividade “Comércio Atacadista de Água” e clicar no botão “Procurar”.
Matérias Relacionadas
- Prefeito recebe visita da desembargadora do TRT 6ª Região
- Direito do Consumidor nas Ruas atende moradores da comunidade de Socorro
- Procon-Recife atende comunidade em Boa Viagem
- Procon divulga ranking de reclamações e conciliações
- Acordo do Procon com operadora de telefonia beneficia usuários
- Conciliadores do Procon-Recife são capacitados
- Consumidores aprendem a equilibrar finanças em curso do Procon-Recife
- Procon-Recife divulga ranking inédito de conciliação
- Procon Recife divulga empresas que lideram reclamações dos usuários desde o início do ano
- Procon-Recife divulga lista das dez empresas mais reclamadas
- Procon-Recife realiza Blitz Educativa nos bancos


Enviar    Imprimir